A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

23/03/2010 08:41

Retirada de árvores no Tiradentes revolta moradores

Redação

Moradores da região do bairro Tiradentes estão revoltados com a retirada de árvores pela Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) do canteiro da Avenida Marquês de Pombal, medida adotada, segundo a empresa, para prevenir acidentes uma vez que as plantas estavam atingindo a linha de transmissão de energia.

O engenheiro florestal da Enersul, Samuel Kaiowá afirma que a retirada das árvores é necessária porque no local há linhas de 138 mil volts e, em contato, as árvores podem ficar eletrificadas e provocar acidentes. Dentre as espécies removidas estão sete copas, fícus e flamboyant.

Segundo o engenheiro, a empresa oferece aos moradores outras mudas para substituição, como ipê-mirim e carobinha, que não passam de 5 metros de altura.

A costureira Maria Laura Borges vê dois pontos na retirada, observa que por um lado é importante para que não haja acidentes, mas acha ruim porque vai faltar sombra. Ela conta que mora em um condomínio, onde há bastante árvore, por isso não será diretamente afetada, mas lamentou a mudança de paisagem. "Ficou muito estranha a avenida pelada".

O cabeleireiro Orlando Aquino Ferreira, de 39 anos, considerou a retirada das árvores "uma agressão", mas ponderou que "se existe possibilidade de acidente é uma medida válida". Ele aceitou a oferta de substituir o flamboyant em frente ao salão por uma árvore de menor porte.

O vendedor de motocicleta Paulo Sérgio teve uma árvore de seis metros retirada da frente de seu comércio e lamenta a perda da sombra, mas afirma que ficou preocupado com o risco de descarga elétrica, sobre o qual foi alertado por funcionários da Enersul.

A assistente administrativa Zita Aparecida Ferreira Maia conta que desde 1997 mora o bairro e que ficou entristecida ao ver o corte de plantas, algumas com mais de 10 anos. "Deveria haver um estudo antes. Eles estão simplesmente vindo com a motoserra e acabando com as árvores do canteiro. Me sinto indignada como se tivesse arrancado um pedaço de mim", diz.

Ao todo serão 300 árvores retiradas dos canteiros da Avenida Marquês de Pombal, no Tiradentes, da Beira-Mar, no bairro São Conrado e da avenida América, no Portal Caiobá. Algumas serão replantadas e outras serão destinadas a recompostagem. Como medida compensatória, a empresa prevê plantio de mil mudas em várias partes da cidade e somado ao programa de reflorestamento o objetivo é atingir 1, 7 mil até o fim do ano.

Decisão do STJ ajuda na tramitação da reforma da Previdência, diz líder
O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) disse hoje (20) que a suspensão, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), da decisão que impe...
Mega-Sena acumula mais uma vez e pode pagar até R$ 20 milhões na terça
Nenhum apostador acertou os seis números sorteados deste sábado (20) e a Mega-Sena acumulou mais uma vez. No próximo sorteio, que será na terça-feira...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions