A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

20/04/2009 09:37

Reunião às 15 horas pode pôr fim à greve dos vigilantes

Redação

Representantes dos sindicatos laboral e patronal do setor de vigilância privada se reúnem às 15 horas desta segunda-feira, na sede do sindicato dos funcionários, bairro Jockey Club, para tentar um acordo que coloque fim à greve.

O movimento foi deflagrado na quinta-feira passada e desde então a maioria das agências bancárias de Campo Grande não está abrindo ao público por falta de segurança.

O presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância de Transporte de Valores de Campo Grande e Região, Celso Adriano Gomes, diz que a categoria volta atrás do índice original de 18%, reivindicado, e aceita fechar acordo com 10% de reajuste mais tíquete alimentação de R$ 100,00. Os outros pontos, como adicional de periculosidade, serão negociados "mais para frente".

O setor patronal havia oferecido reajuste de 7%, alegando que não poderia conceder índice maior em função da impossibilidade de repassar os custos aos clientes.

Hoje mais uma vez a tendência é que a maioria das agências bancárias não abra. Segundo Celso, com a determinação de que 30% dos vigilantes mantenham os trabalhos, 280 funcionários voltam a trabalhar, número insuficiente para garantir o plano de segurança nas agências.

A Caixa Econômica Federal informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que as agências não devem abrir nesta segunda-feira. Há opção de fazer depósitos e pagamentos em correspondentes bancários, como é o caso das lotéricas. A posição do Banco do Brasil até momento também é de que as agências não vão abrir.

No Banco Real, policiais militares escoltavam a entrada de seguranças.

Motoristas envolvidos em contrabando terão habilitação cassada
O motorista que for condenado por dirigir veículo usado para receptação, descaminho ou contrabando de mercadorias terá sua carteira de habilitação ca...
STF decide que Ministério Público pode cobrar multas de ações penais
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (13) que o Ministério Público tem competência para ajuizar ações de cobrança de multas definidas em con...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions