A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/09/2013 16:25

Rodovia reativa “sonho” de cidade e abre nova rota de turismo ecológico

Bruno Chaves
Rodovia conta com investimentos de R$ 70 milhões e deve ser concluída no primeiro semestre de 2014 (Foto: Marcos Ermínio)Rodovia conta com investimentos de R$ 70 milhões e deve ser concluída no primeiro semestre de 2014 (Foto: Marcos Ermínio)

Desenvolvimento é o que aguarda a região Norte de Mato Grosso do Sul com a pavimentação da rodovia MS-430, que liga os municípios de São Gabriel do Oeste e Rio Negro. A estrada, sonho das duas cidades, tem 54,035 quilômetros, corta a Serra de Rio Negro, além de promover a integração de regiões de produção de grãos e pecuária, já é considerada uma das mais atrativas do Estado por exibir a beleza do Cerrado sul-mato-grossense e incentivar o turismo.

Para acompanhar de perto o andamento das obras, o governador André Puccinelli (PMDB) fez uma vistoria técnica na rodovia nesta sexta-feira (20). Acompanhado do secretário estadual de Obras, Edson Giroto, e dos deputados estaduais Jerson Domingos e Junior Mochi, ambos do PMDB, Puccinelli percorreu os 54,035 km da MS-430. “Quando chove aqui, a travessia é praticamente impossível. A pavimentação do trecho é considerada de grande importância para toda a região pecuária de Rio Negro e região agrícola de São Gabriel do Oeste”, diz o governador. 

Lançada em 2010, por meio do programa MS Forte, a construção da malha asfáltica da rodovia conta com investimentos de R$ 70.378.247,12, de recursos próprios do Estado. As obras começaram em junho de 2013 e devem ser concluídas no final do primeiro semestre de 2014. Ao todo, 300 operários trabalham diretamente na execução da pavimentação, que é comandada por uma empreiteira.

Ainda na fase da execução, quem passa pela rodovia fica deslumbrado com as belezas do Cerrado de Mato Grosso do Sul. A paisagem fica completa com vales e montanhas, que prometem encher os olhos dos viajantes. “A MS-430 irá fazer cortes na Serra de Rio Negro e será uma estrada de visualização turística do nosso Estado”, afirma.

Para que as pessoas contemplem os encantos da região, a pavimentação foi dividida em quatro lotes para agilizar a conclusão do projeto. As obras são realizadas simultaneamente em todos os grupos. Os lotes I e II, que possuem 15 quilômetros de extensão cada, estão praticamente concluídos.

De acordo com Giroto, o ponto mais complicado de se fazer o asfalto fica entre os lotes III e IV, que possuem 24 quilômetros de extensão dentro da Serra de Rio Negro. “Pensamos em concluir a obra justamente na serra, onde está o trecho mais demorado dos trabalhos. A expectativa é entregar a obra até junho do ano que vem”, explicou o secretário lembrando-se das condições do tempo, que podem diminuir ou aumentar o prazo de inauguração da rodovia.

Conforme o governador, a construção do trecho que liga São Gabriel a Rio Negro é uma reivindicação antiga da população. “É um grande investimento na região Norte que pretende igualar o progresso em todas as regiões do Estado”, frisou.

Explosão de rocha na Serra de Rio Negro utilizou mil quilos de dinamite (Foto: Marcos Ermínio)Explosão de rocha na Serra de Rio Negro utilizou mil quilos de dinamite (Foto: Marcos Ermínio)

Explosão – Devido ao solo rochoso do Cerrado e a necessidade de se nivelar o terreno em cima da Serra de Rio Negro, os operários da obra precisam explodir diversos pontos das montanhas com dinamites. Segundo o engenheiro Romulo Menossi, são 18 pontos de explosão em toda a extensão dos lotes III e IV.

A primeira delas foi executada nesta sexta-feira na presença do governador e autoridades, que acompanharam a detonação a um quilômetro de distância, metragem considerada segura pelos técnicos.

Cerca de mil quilos de explosivos foram utilizados em um ponto de demolição. Em questão de minutos, o amontoado de rochas veio abaixo para dar lugar à estrada que fomentará o desenvolvimento. “Existe necessidade de muitas explosões para se fazer um traçado mais tranquilo e seguro”, explicou Puccinelli.

Após explosão, Puccinelli observa restos de rocha sobre a serra (Foto: Marcos Ermínio)Após explosão, Puccinelli observa restos de rocha sobre a serra (Foto: Marcos Ermínio)
Gruta de Nossa Senhora de Aparecida foi criada por pecuarista para agradecer benção da estrada (Foto: Marcos Ermínio)Gruta de Nossa Senhora de Aparecida foi criada por pecuarista para agradecer "benção" da estrada (Foto: Marcos Ermínio)

Benefícios e Turismo – Durante a vistoria técnica na rodovia, o governador chamou a atenção para os benefícios trazidos aos moradores da região. Para exemplificar, ele lembrou que, atualmente, o gado de Rio Negro é transportado para São Gabriel do Oeste por meio de marchas pantaneiras. No entanto, após a finalização da MS-430, essa viagem poderá ser feita por meio de veículos.

“Mas as belezas turísticas que serão vistas são a maior qualidade. Os vales, as serras e a gruta com da imagem de Nossa Senhora Aparecida farão uma rodovia de alta qualidade turística. Ao percorrê-la, vemos belas paisagens e vislumbramos canyons, vales e morros. Sem sombra de dúvidas, essa rodovia será para o turismo contemplativo”, garantiu.

A gruta com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, mencionada pelo governador, foi criada pelo pecuarista Josias Guimarães, 58 anos, em 1983. Zias, como é conhecido, conta que viajava com a comitiva pelo cerrado em 1979 quando muitas cabeças de gado se perderam. Ele fez uma promessa para a santa e disse que se uma estrada passasse pelo local, ele iria construir um templo de oração em homenagem a ela.

Em 1983, quando a serra foi aberta, Zias cumpriu a promessa a Nossa Senhora Aparecida. De lá para cá, todos os dias 1º de maio, uma missa é realizada no local para reunir as comunidade local e dos dois municípios.

O prefeito de Rio Negro, Gilson Romano (PMDB), também citou os benefícios que a nova rodovia trará ao município que possui pouco mais de cinco mil habitantes, de acordo com o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

“Temos uma forte cultura de pecuária, cerâmica e de piscicultura. Mas agora, com a implantação da rodovia, vamos fomentar o turismo. Só em Rio Negro, temos 48 cachoeiras catalogadas que podem atrair visitas”, revela.

Gilson ainda lembrou que os moradores de Rio Negro terão acesso fácil ao município de São Gabriel do Oeste, que fornece comércio mais variado e mercado de trabalho para a população do município vizinho.

“É, sem dúvidas, desenvolvimento econômico para a região Norte do Estado. A MS-430 é uma realidade para a população da região e de Mato Grosso do Sul”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos. Já o deputado estadual Junior Mochi lembrou que esteve há quatro anos na região para discutir os investimentos em rodovias e que a implantação da MS-430 é a realização de um sonho da comunidade.

Dois lotes da rodovia, 30 km, estão praticamente concluídos (Foto: Marcos Ermínio)Dois lotes da rodovia, 30 km, estão praticamente concluídos (Foto: Marcos Ermínio)

Conselho de Psicologia aprova resolução com regra para atendimento a transexuais
Em meio à polêmica que cerca a iniciativa de psicólogos para derrubar, na Justiça, uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proíbe o...
Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...


Sou da região e posso garantir que é a realização de toda uma geração que o Governador andré Puccinelli vem realizando, só quem vive nessa região sabe o que estou falando, ou era poeira ou atoleiro, ambulâncias, cargas, onibus quebrados, foram décadas de sofrimento demonstrando que com VONTADE,TRABALHO e COMPROMISSO com a POPULAÇÃO se faz o necessário para o bem estar da população, independente se lá tem 3000 votos ou mais, o que o André vê é o Estado como um todo. Obrigado, ANDRÉ, GIROTO e DEPUTADO JERSON DOMINGOS por defender a nossa região. VOTEI e SEMPRE ESTAREI VOTANDO NESSES CARAS.
 
Geraldo Pereira em 21/09/2013 19:23:39
Puccineli é o cara!!!!!!!!!!!!!
 
Gilberto Ozuna em 20/09/2013 22:15:27
Obra que realmente vai trazer muitos benefícios para a região, parabéns ao governador pela iniciativa e o dever de investir o nosso suado imposto.
 
Marcos Wild em 20/09/2013 20:35:27
Mais uma rodovia que se não for de pista duplicada(dividida por canteiro central), com o seu intenso tráfego de veículos pesados irá só trazer a morte de vários motoristas como vemos hoje nas rodovias atuais. Se for fazer faça bem feito e não a deus dará!
 
Alexandre de Souza em 20/09/2013 18:33:24
Que vergonha. Enquanto a Campo Grande vive no luxo, o Interior ganha estas obras ridículas.
Campo Grande que nada produz, só vivendo às custas de verbas públicas é uma belezura, onde o Governador asfalta até avenida e se gaba de não ter favelas.
Claro, as favelas estão no Interior: aldeias, índios, sem-terra, assentados e demais miseráveis da periferia.
A produção deste Estado está no Interior, mas é só a Côrte que desfruta das benesses.
Interior?
- Corredor do Crime na Fronteira
- Corredor da Fome em Fátima do Sul, Glória de Dourados, Deodápolis, Ivinhema, Novo Horizonte, Itaquirai
- Corredor da Preguiça: Camapuã, Terenos, Aquidauana, Nioaque, Jardim, Bonito, Miranda
- Bolsão... um vazio só, como diz o nome
- Norte sem perspectivas
- Três Lagoas de costas para MS, é paulista
 
Ana Dias em 20/09/2013 18:21:14
Olha só os nomes citados na matéria: André Puccineli, Edson Girotto, Jerson Domingos....esses são nomes de pessoas que realmente são políticos e estão ligados em saber o que é administrar e executar obras e investimentos. Votei no três e nunca me arrependi. Parabéns aos senhores por mais esta obra. E desta forma vão dando aula aos petistas que só sabem dar esmolas ao povo e ao "prefeito" de Campo Grande que só sabe ficar no facebook e inventado desculpas e culpados pela sua falta de saber gerir uma administração.
 
marco antonio em 20/09/2013 18:07:18
MEUS PARABENS GOVERNADOR ISSO QUÉ É TRABALHAR PELO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL..CONHEÇO A REGIÃO NO TEMPO DAS CHUVAS ERA UM TORMENTO PASSAR POR ESSA RODOVIA..E NAS SECA PIOR AINDA COM A POEIRA..ESTA DE PARABENS ...DEVERIA CONTINUAR NO PODER POR DECADAS E CALA A BOCA DE MUITOS DA OPOSIÇÃO...SUA RESPOSTA ESTA NAS OBRAS QUE ESTA FAZENDO NO ESTADO E JA FEZ.!!!!
 
FLAVIO RODRIGO em 20/09/2013 17:56:34
Será que vai ser duplicada. ja que esta começando do zero, ai sim seria um otima rodovia. e com certeza diminuiria os acidentes....
 
marcos dias em 20/09/2013 17:12:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions