A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/01/2011 21:18

Secretaria de Educação de MS quer implantar meritocracia nos próximos 4 anos

João Humberto

Remuneração vinculada ao desempenho e ao cumprimento de metas - prática bastante difundida nos setores mais competitivos da iniciativa privada - estarão presentes na maioria das escolas estaduais do país nos próximos quatro anos. A meritocracia será adotada por 15 secretarias estaduais de educação, incluindo a de Mato Grosso do Sul, para os próximos quatro anos.

Conforme matéria do Valor Econômico, essas secretarias tratam como prioridade a elaboração, discussão e adoção de mecanismos de meritocracia para professores e outros profissionais do setor que conseguirem melhorar indicadores de qualidade - entre eles, redução da evasão e maiores notas em avaliações educacionais feitas por alunos. Medidas nessa direção podem impactar a carreira de mais de 500 mil trabalhadores da educação.

A intenção de adotar a meritocracia na educação também foi confirmada por Acre, Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia e Santa Catarina. O governo paranaense, por exemplo, ainda não fala em pagamento de bônus por desempenho, mas pretende adotar um regime de metas para o magistério.

São Paulo e Pernambuco, que já aplicam o mecanismo, estudam revisar e aprofundar o modelo, respectivamente. Amazonas e Minas Gerais, primeiros estados a adotar a meritocracia, a partir de 2007, manterão a prática.

Assim como nas empresas, a adoção de bônus salariais para educadores que se destacam no trabalho e superam metas está associada a avanços de gestão. Praticamente todos os secretários e secretárias estaduais de Educação ouvidos pelo Valor vão dedicar grande esforço na geração e no monitoramento extensivo de estatísticas e informações e na criação de sistemas de avaliação próprios - inclusive com o auxílio de consultorias externas.

No Ceará e Mato Grosso do Sul, a meritocracia se estende aos estudantes. Ganham laptops aqueles com boas notas e bom índice de assiduidade. No ano passado, cerca de dez mil alunos do ensino médio foram premiados nos dois estados. Para este ano, os governos estudam instituir sistemas de recompensa para docentes em forma de 14º e 15º salários.

Segundo Maria Nilene Badeca, secretária de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul, o órgão tem estudado o assunto e visto o que as outras secretarias estão fazendo. “Há muita troca de experiência dentro do Consed [Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação]", diz. (Com informações do Valor Econômico).

Secretaria de Educação compra 1.900 notebooks para alunos
A SED (Secretaria Estadual de Educação) comprou 1.900 notebooks para alunos da Rede Estadual de Ensino. Com valor de R$ 3,4 milhões, o contrato foi f...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...


Porque quando se fala de educação somente se refere e se estuda apoios
a docentes e alunos? onde fica a parte do administrativo das escolas?
afinal um é complemento do outro.
Sou administrativo e também peço que olhem por nós , nos incentive tbém
Nossa classe é esquecida e sofre preconceitos nem ao menos é lembrada.
Fica ai meu protesto.
 
josefa de farias em 22/01/2011 05:38:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions