A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

17/06/2016 11:34

Sem bolsas, acadêmicos da UFMS reclamam de prejuízos a pesquisas

Fernanda Mathias
Sem recursos do MEC, alguns acadêmicos estão tirando recursos do próprio bolso para pesquisas (Foto:Divulgação)Sem recursos do MEC, alguns acadêmicos estão tirando recursos do próprio bolso para pesquisas (Foto:Divulgação)

Acadêmicos de vários cursos da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) estão sem o repasse de bolsas do PROEXT (Programa de Extensão Universitária), situação que prejudica pesquisas em andamento.

Acadêmica do curso de Biologia, Paola Gomes Silva, 19 anos, diz que os estudantes estão se articulando para garantir o restabelecimento das bolsas, segundo ela, suspensas desde janeiro.

O valor é de R$ 400 por acadêmico. “Não são só as bolsas, mas o recurso para continuar projetos, aquisição de materiais, diárias e transporte para viagem”, explica. Ainda de acordo com a acadêmica, alguns projetos que dependem de materiais perecíveis, como nas áreas de Biologia, por exemplo, estão ameaçados e alguns acadêmicos estão desembolsando recurso próprio para garantir insumos e finalizar a pesquisa.

A UFMS confirma que os valores não estão sendo repassados pelo MEC (Ministério da Educação). Hoje a instituição tem 177 bolsistas. O MEC foi procurado na manhã de ontem (16) pelo Campo Grande News, mas até o fechamento desta matéria não havia dado um posicionamento.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions