A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

22/02/2018 17:36

Sem detalhes, ministro anuncia reforço na segurança na região de fronteira

Sejusp ainda não foi informada sobre medidas que devem ser adotadas para auxiliar no combate ao tráfico de drogas e armas

Gabriel Neris
Ministro da Justiça e Segurança Pública, ao centro, anunciou plano de combate do governo (Foto: Isaac Amorim/MJSP)Ministro da Justiça e Segurança Pública, ao centro, anunciou plano de combate do governo (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

As ações do Ministério da Justiça e Segurança Pública para combater as organizações criminosas do Rio de Janeiro começarão nos estados localizados na faixa de fronteira, caso de Mato Grosso do Sul. O ministro Torquato Jardim anunciou um plano do governo federal destinado a intervenção do estado fluminense.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tem pedido constantemente que o governo federal reforce as fronteiras com o Paraguai e a Bolívia. Mato Grosso do Sul se tornou corredor para o tráfico de drogas e armas.

“É um esforço que vem desde a primeira ação de Garantia de Lei e da Ordem, no ano passado, para estrangular os fluxos financeiro, da droga, da arma e da munição. Nós cortamos as chamadas linhas de suprimento e isso vai estrangulando o abastecimento das organizações criminosas”, afirmou o ministro Torquato Jardim.

A primeira etapa do plano apresentado será nas fronteiras com Argentina, Bolívia, Paraguai, Colômbia e Peru. A segunda etapa ocorrerá nos estados com grandes corredores rodoviários, em especial a região Sudeste, e a terceira no Rio de Janeiro. “Nossa premissa é otimizar a capacidade de integração dos órgãos estaduais e federais contra o crime organizado. Outros estados poderão participar, caso se faça necessário”, disse o ministro.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública não detalhou o plano destinado a fronteira. Procurada, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) informou que ainda não foi informada de qualquer ação que envolva os ministérios da Justiça e Defesa.

“Mesmo sem apoio a Sejusp tem reforçado a segurança desta região de fronteira e também das divisas com outros Estados, com a realização de diversas ações estratégicas, que têm como objetivo combater o crime transnaciona”, respondeu a Sejusp, em nota. A pasta também ressaltou a parceria com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), com quem assinou um Termo de Cooperação Técnica em Gestão da Informação da Segurança e Compartilhamento de Banco de Dados.

No início da semana, o governador de Mato Grosso do Sul comentou sobre a falta de atenção destinada a fronteira principalmente após a intervenção do governo federal no Rio de Janeiro. “Não adianta nada essa medida no Rio de Janeiro porque a causa está aqui na fronteira”, que também citou a necessidade de haver uma “redução do poder econômico do tráfico”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions