A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

10/01/2008 15:10

Sem médicos no interior, servidores lotam Fetems

Redação

A 286 quilômetros de casa. Assim Maria Cristina Pereira Piovezani, de 54 anos, passa pelo tratamento que vai reconstruir a mama levada por um câncer. Ela, que é inspetora de um colégio, mora em Ivinhema, mas só encontra auxílio médico especializado em Campo Grande, onde ocupa uma das 120 vagas do alojamento da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação).

Nesta quinta-feira, diante da falta de atendimento especializado pela Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul) nas cidades do interior, não havia mais vagas no serviço de hospedagem oferecido pela federação. Apesar do desconto em folha ser igualitário: 5,25%, a realidade prevê mais custos e dificuldades aos servidores estaduais que residem distante da Capital.

"

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions