A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/02/2010 08:29

Servidores da saúde fazem protesto com som e caixão

Redação

Cerca de 70 trabalhadores da área de saúde estão reunidos esta manhã em frente ao Hemosul (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul) em ato público para reivindicar reajuste salarial. Com faixas, cartazes e um caixão, eles reivindicam aumento salarial.

Eles cobram agilidade do governo nas negociações, que envolvem dois mil servidores somente em Campo Grande.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social, Júlio César das Neves, desde 18 de janeiro a categoria protocolou pedido para que seja realizada reunião com o governador, André Puccinelli (PMDB), e a secretária de Estado de Administração, Thiê Higuchi.

Sem resposta, eles se reuniram em assembleia dez dias depois e decidiram fazer atos públicos.

O primeiro foi feito hoje e a categoria analisa a possibilidade de fazer outra manifestação, quarta-feira ou quinta-feira no Hospital Regional, unidade que reúne maior número de profissionais.

A alegação do sindicato é que os médicos e odontólogos receberam reajuste de 50%, além de 15% de aumento referente ao ganho real. A categoria cobra o mesmo índice, no entanto, o governo só ofereceu 5% do reajuste e 1% do ganho real.

Caso não haja negociação, os servidores ameaçam entrar em greve.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions