A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/04/2011 09:42

Servidores do Hospital Municipal de São Gabriel ameaçam paralisação

Vivianne Nunes

Após quase dois meses de negociação salarial entre servidores do Hospital Municipal de São Gabriel e a administração local, servidores já cogitam a possibilidade de paralisar as atividades. Na sexta-feira haverá uma mobilização dos trabalhadores no município.

Segundo informações do jornal Folha de São Gabriel no dia 23 de fevereiro funcionários do Hospital apresentaram uma série de reivindicações à chefia local. São 27 itens que apontam as principais mudanças sugeridas pelos trabalhadores. O posicionamento da prefeitura foi encaminhado por ofício quase um mês após o encontro com o Sits (Sindicato dos Trabalhadores de Saúde) e, de acordo com a categoria, a resposta não contemplou todas as reivindicações dos trabalhadores.

Para a presidente do Sindicato, Janaína Gonçalves, os servidores estão além da capacidade de trabalho, o que acaba prejudicando o atendimento à população. Além disso, ela reclama que os funcionários estão sem reajuste considerável há dez anos. No ano passado foram concedidos 3% sobre os salários, este ano, 5%. Agora, a categoria já reivindica 10% de reposição pelas perdas da inflação do período, mas a prefeitura, alega falta de recursos financeiros. Enquanto isso, houve reajuste aos médicos no valor pago pelo plantão e a implantação de um aditivo para o sobreaviso, quando o profissional precisa acompanhar o paciente até a Capital.

Funcionários relatam que os servidores estão trabalhando mais de 48 horas sem folgas e ainda são obrigados a parar os afazeres para limpar o local de trabalho, o que agrega mais uma função e pode expor pacientes a riscos de infecções.

Sobre a falta de pessoal, a prefeitura alega que “será analisado o pleito e verificada a necessidade de aumento de pessoal”.

Caso as exigências da categoria não sejam aceitas, os trabalhadores prometem paralisações relâmpago de uma hora, duas horas ou até três horas, até que o prefeito se sensibilize e resolva os problemas apresentados, conforme afirmou a presidente do sindicato.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions