A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

09/04/2018 20:19

Sindicato aceita proposta do Governo mas mantém greve dos administrativos

Os administrativos também aceitaram a incorporação aos salários do abono de R$ 200,00, a partir de março do próximo ano e o auxílio alimentação de R$ 100,00 válido a partir deste mês.

Adriano Fernandes
Reunião entre o secretário Edir Viegas e os representantes do sindicato. (Foto: Divulgação) Reunião entre o secretário Edir Viegas e os representantes do sindicato. (Foto: Divulgação)

O Sinfae (Sindicato dos Funcionários Administrativos da Educação em Mato Grosso do Sul) aceitou a proposta salarial de 3,4% do Governo do Estado, mas ainda manteve a greve, prevista para iniciar nesta terça-feira, 10, nas escolas da rede estadual de ensino.

O acordo foi feito, ainda nesta segunda-feira (09) em reunião entre os representantes do sindicato com o secretário-ajunto de Administração e Desburocratização, Édir Viegas. Além do reajuste percentual (3,4%), os administrativos também aceitaram a incorporação aos salários do abono de R$ 200,00, a partir de março do próximo ano, a todos os servidores e o auxílio alimentação de R$ 100,00, válido a partir deste mês.

O reajuste representa ganho de aproximadamente 10%. "Estamos atendendo todas as reivindicações possíveis da categoria, uma vez que a incorporação ainda este ano não é permitida por lei. Sempre estivemos abertos ao diálogo”, observou o secretário Édio Viégas.

O secretário ainda garantiu que o Governo do Estado deve realizar concurso público para professores e administrativos, que inclusive já foi autorizado pelo governador Reinaldo AzambujaApesar do consenso no reajuste, o sindicato informou que não conseguiu movimentar todo o seu efetivo pelo Estado, então há indicativo de greve, pelo menos durante esta terça-feira (09) 

O reajuste – A proposta salarial foi apresentada pela SAD à Fetems e ao Sindicato dos Funcionários Administrativos da Educação em Mato Grosso do Sul (Sinfae-MS), antes dos servidores administrativos da educação decidirem pela paralisação, nesta segunda-feira (09).

Matéria alterada às 21h31 para correção de informações**

 

Sancionada lei que amplia licença paternidade para as Forças Armadas
O presidente da República em exercício, o ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli, sancionou hoje a lei que aumenta de cinco para 20 dias a...
Fies abre inscrições para vagas remanescentes
Estão abertas, a partir de hoje (24), as inscrições para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo regular do Fies (Fundo de Financiame...


Pessoal!

O Governo do Estado esta usando o SINFAE para nos desmobilizar. Esta soltando nota dizendo que ouve uma reunião com o Governo hoje e o SINFAE aceitou o Auxilio Alimentação de 100,00. Sem realizar nenhuma Assembleia com a categoria este sindicato tenta nos enfraquecer. Agora mais do que nunca temos que PARA GERAL. Quem decide pelo nosso futuro somos nós e não uma sindicato vendido pro Governo. A nossa GREVE GERAL esta mais do que nunca firme e forte. Não vamos ser mandado embora e não podemos ter medo do Governo descontar nossos dias de greve, pois é isso que eles querem. Esta é a prova que este Governo Azambuja não valoriza seus servidores. Vamos para GREVE GERAL e mostrar ao Governo que quem representa os Administrativos da Educação é a FETEMS e os 74 SIMTEDS.
 
Eliézer Cândido em 10/04/2018 05:57:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions