A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

08/10/2010 07:59

Sindicato faz protesto em frente à sede da Enersul

Redação

O Sinergia (Sindicato dos Eletricitários de Mato Grosso do Sul) fez nesta manhã protesto em frente à sede da Enersul, na avenida Gury Marques, em Campo Grande.

De acordo com o presidente do Sindicato, Elvio Marcos Vargas, o protesto é contra a precarização das condições de trabalho dos funcionários terceirizados. São de 1,5 mil, segundo ele, contratados por cerca de 15 empresas para as atividades.

O protesto está sendo realizado em razão de ter chegado o período de renovação dos contratos. "Ou a empresa primariza essas contrações, ou ela dá melhores condições a esses trabalhadores", afirma o sindicalista.

Elvio afirmou que os leituristas e eletricistas das empresa terceirizadas ganham pouco (cerca de R$ 550,00), e não tem benefícios, como plano de saúde, como acontece com os funcionários contratados pela própria Enersul.

O salário mínimo considerado ideal pela entidade sindical é de R$ 800,00.

"Além disso, falta capacitação a esse pessoal terceirizado", afirma.

O Sindicato, informou Elvio, vai à justiça pedindo medidas contra a situação dos funcionários terceirizados.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Enersul e aguarda o retorno da empresa sobre o assunto.

Gabaritos do Enceja já estão disponíveis no site do Inep
O Ministério da Educação (MEC) divulgou no final da tarde de hoje (17) gabarito oficial do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens...
Capes torna mais rígida avaliação de cursos de pós-graduação
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) tornou mais rígida a avaliação dos cursos de pós-graduação no país. De acordo c...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions