A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/10/2010 07:59

Sindicato faz protesto em frente à sede da Enersul

Redação

O Sinergia (Sindicato dos Eletricitários de Mato Grosso do Sul) fez nesta manhã protesto em frente à sede da Enersul, na avenida Gury Marques, em Campo Grande.

De acordo com o presidente do Sindicato, Elvio Marcos Vargas, o protesto é contra a precarização das condições de trabalho dos funcionários terceirizados. São de 1,5 mil, segundo ele, contratados por cerca de 15 empresas para as atividades.

O protesto está sendo realizado em razão de ter chegado o período de renovação dos contratos. "Ou a empresa primariza essas contrações, ou ela dá melhores condições a esses trabalhadores", afirma o sindicalista.

Elvio afirmou que os leituristas e eletricistas das empresa terceirizadas ganham pouco (cerca de R$ 550,00), e não tem benefícios, como plano de saúde, como acontece com os funcionários contratados pela própria Enersul.

O salário mínimo considerado ideal pela entidade sindical é de R$ 800,00.

"Além disso, falta capacitação a esse pessoal terceirizado", afirma.

O Sindicato, informou Elvio, vai à justiça pedindo medidas contra a situação dos funcionários terceirizados.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Enersul e aguarda o retorno da empresa sobre o assunto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions