A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/09/2008 14:04

Suspeito de mandar matar tatuador foi ouvido hoje

Redação

O empresário Miguel Bacargi, principal suspeito de ter mandado matar o tatuador Luciano Estevão dos Santos, o Johnny, prestou depoimento á DEH (Delegacia Especializada de Repressão a Homicídios) nesta quarta-feira.

De acordo com o delegado Luís Carlos Rodrigues, o depoimento dele durou cerca de 40 minutos. O delegado não quis revelar detalhes.

Esta não é a primeira vez que Miguel é ouvido pela Polícia Civil. No início das investigações ele prestou outros depoimentos e disse que não conhecia Johnny e negou qualquer relação com o crime.

Miguel ficou preso por oito dias, mas foi solto por determinação judicial. Ele é apontado como principal suspeito de ter mandado matar o tatuador porque a esposa dele, Natashi Bacargi, teria sido amante do tatuador ano passado.

A informação que Johnny e Natashi eram amantes partiu da viúva do tatuador, Cássia Álvares. Ela contou à Polícia Civil o relacionamento amoroso que o marido manteve com a esposa de Miguel.

O empresário entregou à polícia declarações de amor trocadas entre o tatuador e Natashi, que foram deixadas com ele por Cássia. No cofre do empresário os policiais encontraram uma carta datada de 31 de dezembro escrita por ele para ela, após ter descoberto a traição.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions