A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/04/2009 14:59

Taxista de Aquidauana desaparece em corrida para Nioaque

Redação

Por volta das 19h de ontem, o taxista de Aquidauana, Eudes Paulo da Cunha (25) foi contratado por dois homens para fazer uma corrida até a cidade vizinha de Nioaque, uma viagem que deveria durar quarenta minutos, mas até agora ele não regressou.

Segundo informações de amigos de Eudes, seu pai, Elpidio Sancho, foi abordado por dois homens que queriam ir para Nioaque, ele disse que não faria a viagem, mas deu o telefone do filho, que aceitou o trabalho. Antes de tomarem rumo para o município vizinho, Eudes abasteceu o carro, um Fiat Uno prata de placas HRY-3136, e partiu. Foi a última vez que o viram.

A Polícia já foi acionada e faz diligencias, mesmo assim um grupo de amigos taxistas se organizou para tentar encontrar Eudes. Eles descobriram que os dois homens, um moreno baixo com tatuagem no braço e o outro branco alto, estavam em um pensionato e eram conhecidos apenas como Ney e Roney. A dupla ainda tinha conseguido um emprego em posto de combustíveis da cidade, mas trabalharam apenas um dia, depois pediram para sair.

Latrocínio - Em novembro do ano passado, o taxista aquidauanense, Adão Lopes, foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, ao fazer uma corrida. Ele acabou assassinado a pauladas pelo falso passageiro Joanderson Silva de Arruda (26). Após a prisão ele confessou a Polícia que não conhecia o taxista, mas sabia que ele andava com dinheiro, por isso resolveu cometer o delito.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions