A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/01/2011 10:35

TJ julgou 49.898 processos ano passado, 6,64% a mais que em 2009

Marcio Breda

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul julgou 49.898 processos em 2010, de acordo com relatório da Secretaria Judiciária. O balanço aponta um crescimento de 6,64% nos julgamentos em relação a 2009.

A distribuição de processos em 2010 chegou a 46.951 novos feitos, aumento de 6,76% em comparação ao ano anterior. Somente no mês de dezembro passado foram distribuídos 2.317 novos processos e julgados outros 2.355. No total anual, o número de processos julgados superou a distribuição em 2.947 feitos, ou seja, em torno de 6%.

O relatório da Judiciária aponta ainda que 2010 fechou com 8.402 processos pendentes de julgamento nas turmas cíveis e criminais do Tribunal. Em 2009 esse total foi 10.969 processos pendentes.

O expediente do Poder Judiciário estadual iniciará as atividades em 2011 com 6.555 processos remanescentes do ano anterior. A quantia é a menor registrada nos últimos três anos. Em 2009, por exemplo, o ano começou com quase 10 mil processos pendentes de julgamento do ano anterior.

Restam ainda 1.123 processos pendentes de julgamento do ano de 2009 e outros 666 feitos ajuizados em 2008. O gráfico de acompanhamento de pendências de julgamento aponta ainda que existem 56 processos ainda não-julgados de 2007 e dois casos datados de 2006.

Ao longo de 2010 foram julgados 6.973 processos pendentes de 2009; outros 1.749 processos de 2008; além de 369 processos de 2007 e 30 processos pendentes de 2006. O que totalizou um montante de 9.121 julgamentos de processos pendentes no ano passado.



Méritos e parabenizações ao presidente do TJ, Dr. Paulo Alfeu Puccinelli, que em seu mandato, colocou pra andar nosso Poder Judiciário.

Que a nova presidência, continue o mesmo feito.
 
Juliano Vk em 11/01/2011 10:49:07
Uma pena, uns elogiam e outros tanto como eu indignados, sem esperanças, reclamante de ação de despejo de imóvel comercial, espero um dia rever meu imóvel que há mais de ano está emperrado na justiça sem decisão favorável, imóvel fechado e abandonado, meu nome no SPC por atitude irresponsável do locatário por não pagar as contas de água, luz e telefone, aluguel não paga há mais de ano, aí pergunto, cadê a justiça, a lei do inquilinato não é clara, se deixar de pagar o aluguel não é despejado? ou a lei só funciona para uns e para outros não, as vezes chego a pensar que tem algo por trás disso tudo, porquê não é possível, não é compatível com as leis atuais, chega a ser vergonhoso os despachos proferidos pelo Juiz desse caso, só favorece quem não merece, não é por falta de provas, desculpe-me pelo desabafo àqueles que deveriam dar justiça a quem merece, mas a indignação é tão grande que não dá pra ficar calado, estou tentando com todos os meios pra ver se um dia há solução, Meritissimo Doutor Presidente Paulo Alfeu Puccinelli será que este cidadão que clama por justiça poderá elogiar esse Tribunal um dia? Por favor, se puder me ajude, obrigado.
 
Ricardo Barros em 11/01/2011 03:52:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions