A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

02/09/2008 19:51

TJ mantém livre acusado de envolvimento em homicídio

Redação

O TJ/MS (Tribunal de Justiça) revogou hoje madado de prisão temporária de Gilson Gomes da Costa, suspeito de envolvimento no morte de Alci Pedro Arantes, 53 anos, que era irmão do prefeito de Rochedo, Adão Pedro Arantes.

A decisão foi proferida por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Turma Criminal na sessão desta terça-feira. Na decisão, o desembargador João Batista da Costa Marques, relator do processo, considerou a não existencia de provas concretas contra o acusado.

Segundo o relator, a prisão preventiva é medida extrema que implica sacrifício à liberdade individual, devendo ela fundar-se em razões objetivas, demonstrativas da existência de motivos reais a autorizar a sua imposição e não em remotas suposições de possíveis indícios de participação do acusado no crime.

O crime ocorreu em 26 de outubro de 2006, em Campo Grande e em julho deste ano cinco pessoas acusadas de envolvimento no crime foram presas pelo Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Seqüestros). Entre elas Cyntia Carvalho Martins, 34 anos, acusada de ser mandante do crime.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions