A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/08/2011 16:45

TJ/MS nega liberdade a cunhado de Marielly e a enfermeiro

Nadyenka Castro

Habeas corpus foi negado em caráter liminar pela desembargadora Marilza Lúcia Fortes

Jodimar permanece preso em Sidrolândia. Ele nega envolvimento no caso. (Foto: Simão Nogueira)Jodimar permanece preso em Sidrolândia. Ele nega envolvimento no caso. (Foto: Simão Nogueira)
Hugleice, de camisa entre dois policiais, só confessou o crime quando já estava preso. (Foto: João Garrigó)Hugleice, de camisa entre dois policiais, só confessou o crime quando já estava preso. (Foto: João Garrigó)

A desembargadora Marilza Lúcia Fortes, da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, negou nesta quinta-feira habeas corpus em caráter liminar a Hugleice da Silva e a Jodimar Gomes Ximenes.

Com isso, o cunhado de Marielly Rodrigues e o enfermeiro apontado como o autor do aborto que levou a jovem a morte permanecem na cadeia. Além de negar o habeas corpus, a desembargadora pediu mais informações sobre o caso.

Hugleice, cunhado de Marielly, confessou que levou a jovem até a casa de Jodimar, em Sidrolândia, para fazer o aborto, e depois, quando o procedimento deu errado, junto com o enfermeiro, colocaram o corpo em seu carro e o jogaram em um canavial no município.

O rapaz contou ainda que não sabe se era o pai do filho que ela esperava, mas, afirmou que teve relações sexuais com a irmã da sua esposa.

Jodimar nega relação com o caso e afirma não conhecer vítima e Hugleice. Quebra de sigilo telefônico e depoimento de testemunhas comprovam a versão de Hugleice, dada quando ele já estava na prisão.

Os dois são acusados de aborto e ocultação de cadáver , crimes que podem levá-los a júri popular

Marielly foi vista pela última vez em casa, em Campo Grande, no dia 21 de maio. O corpo foi encontrado no dia 11 de junho. Hugleice se apresentou dia 14 de julho e Jodimar, um dia antes, quando a prisão temporária foi decretada.



Devia soltar o cara e alertar as adolescentes o que pode acontecer com quem quer fazer aborto e ta cheio de preservativo ate na rua vc pode comprar em qualquer lugar.
 
Antonio Souza em 19/08/2011 10:40:00
Dezenas de aborto são feitos ilegalmente todos os dias e a policia não acha e nem prende ninguém. A moça ai tava consciente do que ia fazer. Não era santinha não.Isso é uma palhaçada e vergonhoso , vai acabar em pizza.
 
maria oliveira em 18/08/2011 10:26:39
Gostei da atitude da desembargadora - Marilza Lúcia Fortes. Esses dois covardes devem permanecer presos por muito tempo. Trinta anos de reclusão é pouco pra esses dois criminosos.
 
Jeanne Couto em 18/08/2011 08:20:29
BEM LEMBRADO, SELMA ELA DEVERIA TER DADO O RESPEITO, JA Q ELE ERA MARIDO DA IRMA.
 
lucilene pereira dos anjos em 18/08/2011 05:48:55
Acho que deveria soltar eles, ja que a finada fez porque quis, crime pior que o daquele cara que matou o segurança com tanta crueldade e esta solto, vai entender a justiça...
 
SELMA DOS SANTOS em 18/08/2011 05:17:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions