A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/08/2009 15:52

Três estão presas por cortar rosto de adolescente

Redação

Três pessoas estão presas acusados de terem agredido a garota de 14 anos, moradora no Jardim Morenão, em Campo Grande, que teve a orelha e o rosto cortados. Duas delas são adolescentes e foram reconhecidas pela vítima.

A família da vítima informou à PM (Polícia Militar) que Rosângela Cardoso Paixão, de 29 anos, apontada como autora do crime, estava em uma fazenda no município de Jaraguari, a 51 quilômetros de Campo Grande.

Os policiais foram ao local nesta sexta-feira e encontraram Rosângela, que disse que estava na propriedade desde o dia 21. Informação que foi confirmada pelo dono da área.

Rosângela contou que não participou da agressão ocorrida no dia 24 (segunda-feira), mas confessou que havia batido na adolescente seis dias antes.

Segundo ela, a agressão ocorreu porque a adolescente "dava em cima" de seu marido. "Eu não sou a primeira nem a última que quer bater nela", conta Rosângela, que afirma que a adolescente "dá em cima" de vários homens casados no bairro.

Mesmo não tendo participação na última agressão, Rosângela levou a PM até as autoras do crime, que provocou vários cortes no rosto da menina. De acordo com a PM, as envolvidas são duas adolescentes de 13 anos e Neide Barbosa dos Santos, 31 anos.

As adolescentes confessam o crime. Na versão delas, uma segurou a vítima e Neide, conhecida como "loira", deu diversos golpes no rosto da menina, com estilete.

Uma das adolescentes ficou na esquina próxima ao local cuidando a motocicleta Biz que elas utilizaram para chegar até onde a vítima estava. A menina que segurou a vítima conta que ela [a vítima] estava "dando em cima de seu 'ficante'.

As menores-infratoras declaram que Neide ofereceu a elas uma quantia em dinheiro para agredir a vítima. Dinheiro que elas alegam não ter recebido. Disseram ainda que Neide ameaçou cortar a língua delas caso não aceitassem participar das agressões.

Neide nega qualquer envolvimento com o caso, e que não conhece a menina que foi agredida. Ela afirma ainda sequer possui marido.

As agressões - A adolescente foi agredida pela primeira vez no dia 18. Ela conta que Rosangela e uma outra mulher não identificada e duas adolescentes a abordaram em frente à igreja, onde ela estava com a mãe.

Na ocasião, as quatro deram socos, pontapés e bateram várias vezes sua cabeça na parede. Depois, Rosângela ainda teria jogado álcool no corpo da jovem e a ameaçou com um isqueiro, segundo a família.

Rosângela, por sua vez, confirma apenas que bateu na garota, mas nega que tenha jogado álcool em seu corpo.

No dia 24, a adolescente tinha saído da escola e seguia para casa, quando foi abordada por duas mulheres que a esfaquearam. A menina fez duas cirurgias plásticas por causa dos ferimentos.

Indiciamentos - As duas adolescentes foram indiciadas pelo crime de lesão corporal dolosa (com intenção). Neide foi indiciada pelo mesmo crime das demais e também por induzir as adolescentes ao crime.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions