A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/09/2009 17:30

Três grávidas morreram com suspeita da gripe na Capital

Redação

A gripe suína, como é conhecida a doença causada pelo vírus H1N1, pode ter causado a morte de três mulheres grávidas em Campo Grande.

Além das três mortes causadas pela pandemia, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) aguarda o resultado de exames de oito óbitos na Capital, que não chegaram em decorrência de problemas no laboratório em São Paulo.

Todas as mortes das mulheres grávidas ocorreram no HU (Hospital Universitário). A única noticiada, até o momento, era de uma mulher de 20 anos, que teve o parto antecipado. No entanto, mãe e filho não resistiram e morreram em decorrência da gripe.

As outras duas mulheres grávidas também tiveram a gestação interrompida. Uma tinha 17 anos e outra 24 anos. As mães morreram, mas as crianças, que nasceram com oito meses, sobreviveram.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Ana Lúcia Lyrio de Oliveira, não chegou nenhum resultado dos oito óbitos ocorridos na Capital. O laboratório está com problemas e não encaminhou nem as análises dos doentes internados em estado grave na UTI, sendo dois no HU e um no Sírio Libanês.

Apesar do contador Marcelo Xavier Suzuki, 31 anos, ter morrido no dia 16 de agosto deste ano, a Sesau ainda não obteve o resultado do exame para confirmar se ele contraiu a gripe suína.

Mortes

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions