A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/04/2009 18:20

Trio acusado de matar adolescente no Zé Pereira é preso

Redação

Três rapazes são acusados de matar o adolescente Evandro Siqueira Lima, 17 anos, na madrugada de domingo, em uma festa que acontecia na Rua Elenir Amaral, no bairro Zé Pereira, em Campo Grande. André Luiz Félix Borges, o 'Borracheiro', 20 anos, Tales Lafaete de Oliveira, 19 anos e Michael Albuquerque Finco, também conhecido como 'Fi', 23 anos, estão sendo ouvidos neste momento na 7ª Delegacia de Polícia Civil, situada no Jardim Imá.

De acordo com a Polícia, a prisão do trio aconteceu hoje, a partir das 14h, na região do Zé Pereira, em operação que contou com a parceria de agentes do SIG (Serviço de Investigação Geral) da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Informações preliminares repassadas pela Polícia atestam que André teria agarrado Evandro pelas costas e o degolado com uma faca. Em seguida, quando caiu no chão, a vítima foi golpeada com uma garrafa quebrada por Tales, que também furou os dois olhos de Evandro. Michael desferiu vários golpes de madeira e feriu o adolescente com pedaços de tijolo e pedra.

O trio pertence à gangue 'Pit Louco', bastante conhecida no bairro Zé Pereira. Na madrugada do crime estava acontecendo uma festa na residência de amigos desta gangue. Em determinado momento os três acusados saíram do local em direção a uma mercearia para comprar cigarros e acabaram se deparando com um grupo desafeto, o qual estava Evandro.

Antes de cruzar com os rapazes da gangue Pit Louco, Evandro e seus amigos estavam em uma festa de igreja. No momento em que os dois grupos se encontraram, o trio ameaçou os outros rapazes.

Após a discussão, o grupo em que Evandro estava retornou a festa na igreja e convocou mais pessoas para descer com eles até a festa onde os três acusados estavam. Chegando lá, a confusão se instalou.

Houve troca de tiros, agressões corporais, sendo que Evandro foi feito refém e acabou sendo espancado, cortado, degolado e apedrejado. Ao que tudo indica, segundo a Polícia, o principal desafeto da gangue Pit Louco saiu ileso durante a confusão.

Os acusados pelo homicídio estão sendo indiciados, mas serão liberados, já que não aconteceu flagrante. Por esse motivo responderão em liberdade.

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions