A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/11/2011 11:01

UFMS compra tendas por R$ 640 mil e a primeira instalada já despencou

Marta Ferreira

Circo de lona em Ponta Porã caiu por duas vezes, antes mesmo de ser usado

Tenda instalada no campus da UFMS em Ponta Porã: sem utilidade. (Foto: site Mercosul News)Tenda instalada no campus da UFMS em Ponta Porã: sem utilidade. (Foto: site Mercosul News)

Tendas de lona compradas pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) 640 mil para atividades culturais estão paradas, sem uso, após a primeira instalada simplesmente despencar, em Ponta Porã. A licitação faz parte do PNAES (Programa Nacional de Assistência Estudantil), criado no ano passado pelo Ministério da Educação.

De lona preta,o que era para sediar atividades culturais, agora parece um circo abandonado, em meio ao campus de Ponta Porã. Ao todo, foram compradas 11 tendas como a que caiu. Considerando o valor da licitação, cada uma saiu por mais de R$ 58 mil.

O diretor do centro, Amauri Antônio da Costa, afirma que as tendas teriam muita utilidade, pois o campi, localizado na fronteira com o Paraguai, tem projetos para difundir a cultura local. “Nossa região tem uma cultura muito própria e queremos desenvolver isso com os alunos. Esse espaço seria importante”, afirma.

De acordo com o professor, a tenda foi instalada há cerca de dois meses, e logo na sequência, caiu. No fim de semana, quando choveu na cidade, a estrutura ruiu novamente. A chuva não provocou outros estragos em Ponta Porã.

O DCE (Diretório Central dos Estudantes) informou que sequer sabia da existência da iniciativa da universidade. “É interessante que a UFMS invista na área cultural e é preocupante saber que essas tendas não estão sendo utilizadas”, afirma o estudante João Pedro Kneipp, coordenador do Diretório.

Segundo ele, na semana passada, foi realizado um encontro de estudantes de comunicação social em que a tenda comprada pela UFMS poderia ter sido utilizada para atividades culturais.

A compra pela UFMS dos circos de lona foi feita, segundo publicação no boletim internado da instituição, no mês de abril, pelo valor de R$ 599 mil. Em setembro, houve um aditivo, de R$ 41 mil, totalizando R$ 640 mil.

A reportagem apurou que em outras unidades, como de Aquidauana, o material chegou e está se deteriorando.

Não foi pago-A assessoria de imprensa da instituição afirma que, diante do problema detectado em Ponta Porã, a instalação foi suspensa e o pagamento dos valores foi embargado.

A UFMS informou, ainda, que a Procuradoria Jurídica está tomando providências contra o fornecedor.

A empresa, cujo nome não é informado nas publicações, é de Goiás. A UFMS também não revelou o nome do fornecedor.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


É triste ver a UFMS nesta situação! E o que dizer da lista de 14 inquéritos sobre irregularidades apontadas pelo MPF? Se esta reitora for reeleita será o completo sucateamento da nossa universidade!
 
Maria Almeida em 13/11/2011 10:31:46
no campus de nova andradina tambem caiu essa tenda recentemente construida. averiguem isso tambem. é dinheiro publico sendo jogado fora e ninguem faz nada contra a a UFMS.
 
Roberto pereira machado em 10/11/2011 01:31:13
A revolta no Campus de Aquidauana é geral, docentes, funcionários e alunos não concordam com tamanho despredício de dinheiro público.
Estamos necessitando de viaturas que nos transporte para os trabalhos de campo.
O valor de R$ 58.000,00 como informa a reportagem seria suficiente para compra de carros populares.
CPAQ se manifeste...
 
Elvira Fernandes em 09/11/2011 12:57:53
Laboratórios faltando reagentes e materiais, projetos de pesquisa em atraso por falta de materiais e a reitora Comprando "circo". Como iremos expor trabalhos para a comunidade ou para os próprios alunos da universidade se não temos como realiza-los?
 
Luiz Felipe em 09/11/2011 12:55:00
Atenção, empresários do RAMO de vendas de tenda, verificar se os preços dessas tendas estão de acordo com os preços de mercado!!!
 
Valter Vieira Alves em 09/11/2011 12:28:38
O engraçado, se isso pode ser chamado assim, é que dizem que compraram para fins culturais. O problema é que nem os alunos sabiam da existência de tal mazela. É brincadeira o que fazem com dinheiro público no nosso país. Simplesmente revoltante!!
 
Wellington Sampaio em 09/11/2011 12:28:11
No Campus de Paranaiba - CPAR - a tenda foi montado no meio do Mato...
nunca foi usada.. e nem vai ser ...pois é impossivel chegar nela...
 
Bruno Pereira em 09/11/2011 12:05:54
640 mil reais, tendas mágicas; mencionaram errado na reportagem, as tendas não eram de lona, mas, sim, de pedras preciosas, "vamu que vamu, vai Célia"
 
João Pedro RIbeiro em 09/11/2011 11:48:00
Lamentável que um material caro como este seja adquirido sem ser verificada a funcionalidade. Acredito que a UFMS tem muito a esclarecer sobre ter pago ou não por lonas que estão "apodrecendo" no campus do interior.
E pensar que o recurso poderia ser usado na segurança dos estudantes e nas bibliotecas...é realmente uma vergonha a atual gestão da reitoria de "nossa" Universidade Federal.
 
Clarisse Nantes em 09/11/2011 11:36:15
ABSURDO! Em Aquidauana temos uma tenda dessas, ela está situada no meio do mato e mesmo que queiram utilizar o espaço para eventos culturais é impossivel, pois teriam que...desmatar primeiro. Autoridades de defesa dos interesses do cidadao de bem, fiscalizem pelo amor de Deus!
 
Alexandre S. da Silva em 09/11/2011 10:18:12
Na Roma Antiga, na visao dos imperadores, para acalmar o povo, bastava pao e circo. a reitora tentou montar o circo, mas o circo caiu em varios campus da UFMS. paso e circo para o povo no seculo XXI. isso acontece somente na UFMS
 
Reginaldo Ramos Pereira Da silva Machado em 09/11/2011 02:18:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions