A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

01/07/2009 13:16

Uniderp decide manter recesso de julho para professores

Redação

Depois de acionarem o sindicato, os professores da Uniderp/Anhanguera conseguiram manter o direito ao recesso de julho. O gerente de recursos humanos da universidade, Carlos Leite, foi quem garantiu que o período de férias ao corpo docente será respeitado.

Na semana passada, os professores da instituição receberam um comunicado de que, durante o recesso, seriam responsáveis pela preparação das atividades acadêmicas para o segundo semestre entre outras. Revoltados, eles pediram a intermediação do Sintrae (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Mato Grosso do Sul).

Durante as conversas, a direção da universidade esclareceu que, em julho, haverá duas atividades de planejamento pedagógico, uma obrigatória, de 9 a 15 e outra, optativa, de 16 a 28, aberta a toda comunidade acadêmica.

Segundo Carlos Leite, os professores terão 13 dias de recesso, já que a segunda programação não é obrigatória.

O presidente do Sintrae, Ricardo Froes, lembra que, durante o período de recesso em junho, os professores são obrigados a exercer somente atividades ligadas aos exames, e que qualquer outro trabalho exigido pela instituição de ensino tem de ser devidamente remunerado.

Golpista se passava por proprietário de locadora para enganar vítimas
Um funcionário e ao menos quatro pessoas que comprariam ou alugariam um carro foram vítimas de um falso dono de uma locadora de carros em Campo Grand...
Após quatro meses de formação, Corpo de Bombeiros recebe 62 novos cabos
O Corpo de Bombeiros ganhou nesta sexta-feira (20) 62 novos cabos, formandos no curso que iniciou no dia 26 de junho e que receberam a nova patente e...
No 3º concurso da semana, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 11,5 milhões
A Mega-Sena poderá pagar R$ 11,5 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.980 e ganhar o prêmio principal da loteria, que será sorteada n...
Ministra diz que portaria sobre trabalho escravo destrói Lei Áurea
  A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, afirmou que a portaria do Ministério do Trabalho que altera a conceituação de trabalho escravo e...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions