A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/03/2013 14:49

Vacina contra a gripe começa dia 15 e imunizará contra três tipos de vírus

Viviane Oliveira
Campanha do ano passado, em Campo Grande, imunizou 93.950 pessoas. Campanha do ano passado, em Campo Grande, imunizou 93.950 pessoas.

A 15ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe pretende imunizar 538,5 mil pessoas neste ano em Mato Grosso do Sul. A imunização, lançada hoje pelo Ministério da Saúde em Brasília, vai ser realizada entre 15 a 26 de abril. No dia 20 será o dia "D" da mobilização nacional.

Na campanha serão vacinadas pessoas a partir dos 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 após o parto, pessoas privadas de liberdade, profissionais da saúde, além dos doentes crônicos, que este ano terão o acesso ampliado em todos os postos de saúde.

Ao todo serão distribuídas no Estado 589 mil doses da vacina, que protege contra o três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (A/H1N1;A/H3N2 e influenza B). O Ministério da Saúde vai enviar aos estados e municípios R$ 24,7 milhões, recursos que serão repassados do Fundo Nacional de Saúde aos fundos estaduais e municipais.

Durante a apresentação da campanha, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, fez um apelo para que todos os integrantes do grupo prioritário se vacinem. “É importante que estas pessoas, com doenças, cardíacas, pulmonares, obesos, transplantados renais ou que tenham alguma doença crônica associada, procurem os postos de vacinação e levem a prescrição”, disse.

Meta - No ano passado, em Campo Grande, 93.950 pessoas foram imunizadas, totalizando 83% dos 118 mil que constavam como alvo da campanha. A vacina contra a gripe é a melhor estratégia disponível para a prevenção da influenza e suas consequências.

No Estado, a Secretaria Estadual de Saúde quer imunizar 80% dos 538,5 mil sul-mato-grossenses alvos da campanha.

Prescrição - Os doentes crônicos precisam apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS (Sistema Único de Saúde), deverão se dirigir aos postos em que estão cadastrados para receberem a vacina.

Conforme o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45 o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.



todoa os anos desde que começou essa palhaçada de vacina por exclusão é a mesma coisa não adianta protestar,não adianta morrer ............acho que a unica solução seria ,...................
não posso falar senão vou pra cadeia... rsrsrs melhor dai eu seria vacinada de graça ja que tenho 55 anos kkkkkkkkkk
 
solange obara em 27/03/2013 09:37:22
Concordo com a Eliane da Silva e com o Luiz Henrique Nihues, por que eles podem receber essa vacina e o resto da população não pode? Nós não pegamos essa doença também? Não é por que somos jovens que não ficamos doentes.
 
Junior Fernando em 27/03/2013 08:11:11
Pois é, Luiz, Eliane e Franz, um absurdo!!! vamos ver se depois dessa a gente aprende a votar.
 
rosa rodrigues em 26/03/2013 20:59:36
Classe Média Sofre!
 
Franz D. Silva em 26/03/2013 18:35:30
Nossa bandido tem direito a vacina!!!! e as crianças acima de 2 anos não!!!! absurdo!!!!!!!!!!!!! no no Brasil das injustiças esta vacina tem que priorizar quem paga imposto trabalha dia todo e ganha um salário mínimo, crianças em idade escolar tem que ser imunizadas e não presidiário que matou estuprou roubou!!!!!
 
Eliane da Silva em 26/03/2013 17:34:08
Deixa eu ver se eu entendi.
Presos e Indigenas tem acesso a vacina gratuíta, e eu, cidadão que respeito as leis, pagador de impostos nada baratos, não tenho!?

Chega de Brasil por hoje...
 
Luiz Henrique Nihues em 26/03/2013 15:23:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions