A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/11/2008 12:11

Vigilância tem depósito lotado de produtos irregulares

Redação

Na semana passada, a Vigilância Sanitária de Campo Grande fechou três fábricas de alimentos, duas de lingüiça e uma de doce, todas por condições inadequadas a produção de alimentos.

No depósito da vigilância, que funciona na Vila Margarida, os produtos apreendidos são exemplos do desrespeito com o consumidor. Amostras de carnes da produção de lingüiças lotam o depósito. No local também estão detergente, material de limpeza, produtos clandestinos que não deveriam ser disponibilizados no comércio.

Nos dois casos da carne, as fábricas foram fechadas por apresentarem falta de condições de higiene na produção dos produtos, além de embutirem excesso de gordura nas peças.  

Além de linguiça, o depósito abriga ainda três máquinas usadas na produção do alimento. Todas em péssimo estado de conservação e duas delas deterioradas pela ferrugem.  

As carnes apreendidas devem ficar no depósito por um período e depois serão levadas para incinerarão.

Apesar dos últimos registros na semana passada, a vigilância sanitária alega que não é comum fechamento de estabelecimentos em Campo Grande, por falta de estrutura ou até mesmo pelas condições de higiene.

De acordo com o chefe de Serviço de Fiscalização de Alimentos da Vigilância Sanitária Municipal, Milton Zaleski, o trabalho das equipes na fiscalização evita que o fechamento de muitos estabelecimentos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions