ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 23º

Em Pauta

4 países pediram a AstraZeneca da Índia, não receberão tão cedo

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 16/01/2021 08:21


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
O Hindú, principal jornal da Índia, trás como manchete a notícia do pedido do governo federal brasileiro de contarmos com 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca que está sendo produzida naquele país asiático. Enquanto no Brasil a notícia é de que o pedido "subiu no telhado", na Índia a informação é de que não há data para que possamos ter essa vacina sendo aplicada nos braços dos brasileiros. Há um abismo de diferença nas informações. A notícia que realmente importa para o jornal é a do início do "maior programa de imunização do mundo", que começará na Índia.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
4 países, 4 negativas.

Além do Brasil, diz "O Hindu", Bangladesh, Nepal e Sri Lanka, seus vizinhos, também solicitaram ao governo de Narendra Modi, primeiro ministro, a liberação de doses da vacina. Todos receberam a mesma resposta negativa: "...o processo de vacinação está apenas começando na Índia. É muito cedo para dar uma resposta específica sobre o fornecimento [de vacinas] para outros países", afirmou Anurag Srivastava, porta-voz governamental.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
A marcha da vacinação será bem mais lenta do que imaginávamos.

Além das quase 12 milhões de doses da Coronavac chinesa, não temos datas aproximadas da produção da AstraZeneca pela Fiocruz. Os representantes da entidade carioca respondem com evasivas. Alguns, em entrevistas, afirmam que à partir de março teremos um aumento de produção da AstraZeneca. Todavia, não há calendário algum de fornecimento da vacina inglesa ( produzida na Índia). O Butantã paulista se comporta de maneira similar. Também deixa no ar a necessidade de um calendário produtivo. A realidade é que só há interesse pelas primeiras fotos de idosos e médicos tomando alguma vacina.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Os compromissos da AstraZeneca com o Serum hindú.

O presidente-executivo da Serum, fábrica hindú da vacina AstraZeneca, diz que pretende equilibrar os compromissos com o governo hindú de Modi -  que comprou apenas 11 milhões das 100 milhões de doses que a Serum produzirá nos próximos meses, com a demanda do resto do mundo. A AstraZeneca concordou licenciar a vacina para o Serum Insitute com a promessa de que as doses seriam entregues visando as pessoas pobres de qualquer país, a um custo baixo. A Serum também entrou no Acordo Covax, administrado pela Organização Mundial da Saúde, negociando a venda de 200 milhões de doses. A aspiração da Serum é distribuir um bilhão de doses até o fim de 2021 para o mundo. Todavia, informa Adar Poonawalla, seu CEO, que vem recebendo insistentes pedidos de presidentes e primeiros ministros de vários países. O fato é que a Serum dispõe de alguns milhões de doses da vacina AstraZeneca, mas o governo hindú não permite que saiam de seu país.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Pouca credibilidade da vacina hindu Bharat.

Enquanto empresários brasileiros debatem a aquisição da vacina hindu Bharat, a população daquele país asiático está preocupada com a total falta de informações dessa vacina. Nenhum estudo de sua segurança e eficácia foi publicado até o momento. A Índia começará a vacinar 300 milhões de pessoas à partir deste sábado. A AstraZeneca é a garantia de segurança e eficácia para esse plano. Nenhum hindu saberá qual vacina está tomando.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário