ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Em Pauta

Minha avó era uma rata com rabo peludo que pesava 1/2 quilo

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 03/07/2022 08:30
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Não muito tempo atrás, o homem que na época era presidente do Irã teria afirmado que os judeus descendem de macacos e de porcos. É sempre animador quando um fundamentalista - de qualquer religião - admite acreditar na evolução. Mas na verdade os judeus - assim como todos os seres humanos - não descendem de macacos e porcos, mas de macacos e ratos, ou pelo menos de criaturas semelhantes a ratos. Não te contaram, mas esta é a verdade. Minha tatara-tatara-tataravó era uma rata.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade




Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Uma rata chamada Protungulatum.

Chamado "Protungulatum donnae" na literatura científica, nossos ancestrais, e de todos os mamíferos como nós, parece ter sido uma gracinha. Um animalzinho com rabo peludo que não pesava mais de meio quilo e comia insetos. Por volta de 66 milhões de anos atrás, pouco depois que um asteroide de dez quilômetros se chocou contra a Terra, esses animaizinhos corriam em busca de habitats que o protegessem de dinossauros vorazes. Depois do choque do meteoro, o planeta mudou. Os dinos estavam mortos e os ratinhos podiam evoluir livremente. Os ratinhos viraram chimpanzés e bonobos (chimpanzés anões).


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O rato deu origem ao cientista que estuda rato.

Muitos não gostarão dessa ideia de sua avó ter sido uma ratinha. Eu me sinto confortável. E vou além da mera aceitação: fico animado e fascinado por nossa ancestralidade e pela história da nossa sobrevivência e evolução cultural. Acho que nossos avós ancestrais serem ratos e macacos é um dos aspectos mais bacanas da natureza. No nosso incrível planeta, um rato de mais de 66 milhões de anos deu origem aos cientistas que estudam o rato, descobrindo assim suas próprias raízes. Não só desenvolvemos a cultura, a religião e a ciência, como substituímos os ninhos de gravetos por reluzentes arranha-céus de vidro e aço. Foram necessários 60 milhões de anos para o rato virar macaco e alguns poucos milhões para virar Homo. Não precisamos mais de 10 mil anos para termos uma evolução cultural inimaginável.

Nos siga no Google Notícias