ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  17    CAMPO GRANDE 22º

Em Pauta

Passaporte vacinal: os antivacinas não entrarão na Europa

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 05/01/2021 06:22
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Há meses os países europeus debatem a criação de um passaporte vacinal. Até o momento, nenhum discorda desse documento. Mas ainda há diferenças, alguns desejam um passaporte mundial organizado pela OMS, enquanto outros, aspiram por um documento da vacina de cada país.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Criariam um certificado de imunização.

Em verdade, a ideia não é criar um novo passaporte, uma carteira de entrada e saída de países, pretendem aprovar um certificado de imunização. A Comissão Europeia dos Estados Membros vem negociando um documento que contenha os dados pessoais e a vacina que foi administrada. Conteria o tipo, a dose e a data da vacina. São informações consideradas fundamentais pois ninguém sabe quanto tempo durará a imunização frente ao vírus.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O receio das falsificações e a exigência para trabalhar.

Pensam em criar um certificado de imunização digital. Creem que um documento em papel é mais fácil de ser falsificado, como os atuais passaportes. Outro debate que está encontrando dificuldades para avançar é se esse documento seria ou não exigido para aqueles viajantes que detém o visto de trabalho em países europeus. Desejam impedir quem trabalhe no setor da saúde permanecer na Europa sem esse certificado de imunização. Autoridades que tenham posição antivacina conseguirão burlar o certificado de imunização europeu? Eles já tomaram uma decisão: os atuais testes PCR, exigidos por alguns países, serão eliminados quando tiverem o certificado de imunização.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário