A notícia da terra a um clique de você.
 
10/10/2017 06:30

Passe de ônibus: têm teia de aranha nessa caixa preta

Mário Sérgio Lorenzetto
Passe de ônibus: têm teia de aranha nessa caixa preta

Não resta dúvida que os preços dos combustíveis aumentaram vertiginosamente. Ninguém duvida que os insumos - pneus, óleos e peças - também tiveram seus preços majorados. Impostos e salários também tiveram uma variação para maior, ainda que pequena. Também sabemos que há queda no número de passageiros transportados, bem como o preço que todos temos de pagar por Campo Grande ser uma cidade sui generis ao conceder passagem livre para os estudantes. Somem essas variáveis e teremos um resultado: aumento do preço do passe de ônibus. Só que não é bem assim. A imensa planilha que subsidia o aumento ou redução do passe de ônibus é uma incógnita para todos os cidadãos que não pertencem ao diminuto grupo de empresários de ônibus e dos dois ou três funcionários da prefeitura encarregados de estudar esse documento. Se é documento deveria ser público. Se demanda algum reajuste, que nos mostrem cada valor alocado em seus quadros. Também não conhecemos a história dessas planilhas. Não sabemos se a administração anterior colocou alguma gordura nesses números. Sai prefeito e entra prefeito, mas a valsa dos ônibus permanece alegre e exuberante. A teia de aranha vem crescendo nessa caixa preta. Se nada temem, se tudo está correto, que os números venham a público. Ou recolham-se às armaduras para que as picadas das aranhas não os infectem.

Passe de ônibus: têm teia de aranha nessa caixa preta
Passe de ônibus: têm teia de aranha nessa caixa preta

Unimed e os cursos de Cuidadores de Idosos.

É difícil o cenário enfrentado pela Unimed e demais operadoras de saúde. Há pouco tínhamos recessão no país, redução do número de beneficiários, inflação da medicina na casa dos 10% e excessiva burocracia. Mas a Central Nacional Unimed pensa no futuro. Sabe que quando a idade chega, alguém terá de cuidar do idoso. Está ampliando seus cursos de Cuidadores de Idosos, iniciados em 2014. "Devido ao sucesso desta capacitação, vamos reformular a metodologia para que tenha abrangência nacional, promovendo a empregabilidade e melhorando a qualidade dos cuidados prestados aos idosos", afirma o presidente da CNU, Alexandre Ruschi. Cada aluno passa por 100 horas de treinamento, e depois de formados são indicados a hospitais e clínicas especializadas. Uma boa ideia.

Passe de ônibus: têm teia de aranha nessa caixa preta

Dia de Sorte, nova loteria.

A Caixa Econômica Federal está terminando os preparativos para lançar uma nova loteria. Dia de Sorte, é o nome escolhido. O valor do volante será de apenas R$2. O apostador escolherá sete números, de 1 a 31, e um mês do ano. Até dezembro, a CEF espera ter resolvido todos os problemas para lançar um projeto ainda maior que o Dia de Sorte: todas as apostas, de qualquer loteria, serão realizadas via internet. O apostador terá de se cadastrar no site da CEF. Escolherá um valor mínimo que será descontado nos jogos que fizer.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.