A notícia da terra a um clique de você.
 
19/04/2017 07:05

Quando a dor de cabeça é causada pelo analgésico

Mário Sérgio Lorenzetto
Quando a dor de cabeça é causada pelo analgésico

É um paradoxo da medicina. Você ter dor cabeça causada pelo analgésico que a deveria eliminar. Mais de 90% da população sofre com dores de cabeça. Aproximadamente 30% das dores de cabeça são causadas pela tensão e estresse, outro percentual similar - pouco mais de 30% da população - sofre de dor de cabeça ocasionada por enxaquecas. As outras duas formas de dor de cabeça são as crônicas - com mais de 15 dias de dor - e as ocasionadas pelo paracetamol, ibuprofeno... analgésicos em geral.

A cefaleia por uso abusivo de analgésicos é bilateral - a dor surge em ambos lados da cabeça - também é opressiva e de intensidade leve ou moderada. Lembra a dor da enxaqueca, mas aparece com mais frequência. Antigamente só mulheres com mais de 50 anos tinham essa dor de cabeça paradoxal. Todavia, atualmente, ela está crescendo, surge em todos os estratos por idade e sexo.

Quando os pacientes são questionados pelo médicos dos motivos dessa dor, descobrem que ocorreu intoxicação por abuso de medicamento. Querem levar uma vida normal, sem parar de trabalhar por ter alguma dor, e para aguentar, automedicam-se com coquetéis geralmente de paracetamol, ibuprofeno e nolotil. Nesses casos, a alternativa correta é retirar totalmente toda a medicação e, com acompanhamento médico, observar como o corpo reagirá ao desintoxicar.

Quando a dor de cabeça é causada pelo analgésico

Curva do esquecimento. Nos esquecemos de forma totalmente previsível

Os cientistas para entenderem como nos recordamos de algo, foram pesquisar o inverso - como nos esquecemos. O alemão Herman Ebbinghaus, pioneiro no estudo da memória, inventou alguns experimentos para testá-la. Primeiro, aprendeu centenas de palavras sem sentido. Depois, mediu quanto levava para esquecer essas palavras. Assim, chegou à conclusão de que nos esquecemos de forma totalmente previsível. A "Curva do Esquecimento", batizada por ele, é exponencial. Nos esquecemos mais veloz e intensamente de início e, depois, o processo se atenua, o esquecimento vai perdendo velocidade.

Se, por exemplo, você estudou inglês na escola e depois parou, notou que o número de palavras esquecidas no primeiro ano era muito grande, mas que, depois, o ritmo desse esquecimento foi caindo e sobravam em seu cérebro, muitas palavras na língua inglesa.

Outra coisa que Ebbinghaus descobriu foi que essa curva muda com a idade e que as crianças esquecem mais rapidamente que em qualquer outra idade. É a época em que o cérebro está se desenvolvendo muito rapidamente. O cérebro de um bebê tem mais conexões que em qualquer outro momento da vida. Mas, em seguida, vem a "poda". Isso mesmo, o cérebro funciona como uma árvore podada para crescer melhor, desfaz-se de muitas conexões, exatamente como se estivéssemos podando uma árvore.O fenômeno da "poda" é reduzido com o tempo e, parece, que volta a acelerar com o passar de muitos anos.

A memória é o que nos faz ser quem somos e nos conecta aos outros. Assim, em certo sentido, as recordações que não "podamos", são as que precisamos para existir.

Quando a dor de cabeça é causada pelo analgésico

Os limites do corpo humano e a "regra dos 3"

A dica é para ser decorada e jamais esquecida. Poderá salvar-lhe a vida. Os especialistas em sobrevivência dizem que conseguimos ficar 3 minutos sem ar, 3 horas sem abrigo em condições climáticas extremas, 3 dias sem beber água e 3 semanas sem comer.

A outra dica de sobrevivência é o que fazer quando o óleo de fritura pega fogo. Faça tudo menos jogar água na frigideira. As moléculas da água descem até o fundo, evaporam instantaneamente e tornam as chamas ainda mais vivas. O ideal é desligar o fogo e tapar a frigideira para eliminar o oxigênio.

Se for esfaqueado procure suportar a dor e não retirar o objeto cortante, caso contrário, aumentará a perda de sangue. Tape a ferida e tente estancar a hemorragia até ser assistido por um médico. Pode parecer loucura, mas uma super cola ajuda. Sim, o uso de super cola em um ferimento causará irritação da pele, mas o principal componente químico dessa cola - cianoacrilato - acaba com o sangramento quase instantaneamente.

Cuidado com os anéis cinzentos em volta da íris. Os olhos falam, dizem muito de nossa saúde. Se surgirem círculos cinzentos na íris, é provável que esteja com níveis elevados de colesterol.

Mais cuidado com a fumaça em um incêndio. Poucos sabem, mas a fumaça mata muito mais pessoas em um incêndio que o fogo. Mantenha-se junto ao chão e procure inalar a menor quantidade de fumaça que for possível.

Aspirina em ataque cardíaco. Mastigue uma aspirina se perceber que está tendo um ataque cardíaco. Ela ajuda a adiar a formação de coágulos de sangue no organismo.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.