A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Junho de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


09/08/2013 08:16

Como Funciona o Mercado Financeiro?

Emanuel Gutierrez Steffen

Até agora já temos uma noção geral sobre como começar a investir, já sabemos da importância da disciplina e do planejamento financeiro para conquistar o que desejamos consumir com responsabilidade no presente sem passar pelo sofrimento das dividas e usufruir de uma aposentadoria mais digna. Conhecemos a diferença existente entre produtos de renda fixa e variável, e ainda, conhecemos os principais produtos que formam esta duas classes.

Hoje vamos reduzir um pouco o “foco”, e nos localizar “geograficamente” no mapa financeiro. Quando você vai ao caixa eletrônico realizar um pagamento, um saque, ou um depósito, duvido muito que você pense na grandiosidade dos modelos de gestão, melhores praticas, governança corporativa, combate a lavagem de dinheiro, nivelamento contábil, e tecnologias envolvidos nestes processos.

Estamos tão habituados com o dinheiro que o conhecimento sobre sua origem e circulação está muito distante de nós. É até bom que seja assim, pois está é vantagem da divisão do trabalho, podemos desfrutar do esforço de outras pessoas mesmo sem conhecer nada sobre o assunto/produto/serviço. Mas então de onde vem o dinheiro? Para onde vai? Quem controla tudo isso?.

Dada está breve introdução, convido novamente a você leitor a seguir mais uma série de artigos que descrevem o funcionamento do SFN – Sistema Financeiro Nacional.

SFN é uma sigla que designa todas as instituições que participam deste mercado financeiro. E você sabe o que é mercado financeiro? Como todo outro “mercado” funciona com a relação de “oferta” e “procura” de moeda, seja ela em espécie ou não como os depósitos a vista (conta corrente) e a prazo (investimentos).

Este mercado existe com uma única finalidade que é a “intermediação financeira”, ou seja, permitir que pessoas que tenham recursos em excesso (chamados em economia de agentes superavitários) possam interagir com outras que tenham á falta dele (chamados de agentes deficitários).

As instituições que formam este sistema são organizadas de acordo com sua finalidade, função e responsabilidade em entidades supervisoras ou operadoras, que por sua vez são orientados por três órgãos normativos distintos, a saber: o Conselho Monetário Nacional (CMN), o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e o Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC).

Nos próximos artigos vamos continuar á aprofundar este assunto e conhecer mais sobre cada uma das instituições que formam o SFN - Sistema Financeiro Nacional. O que você achou deste artigo? Comente, envie suas sugestões, deixe sua contribuição para que também sirva de aprendizado a outros.

Um abraço, e até a próxima.

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do Portal www.manualdeinvestimentos.com

4 passos para sair do superendividamento
Toda semana recebemos mensagens de leitores realmente desesperados. Muitos destes que conversam conosco se encontram em uma situação grave de endivid...
Gere mais renda revendendo importados
Uma das formas mais seguras de gerar renda extra ou de iniciar um negócio de sucesso é através de produtos para revender. Isso porque independente do...
Conselhos aos jovens que estão desempregados
Segundo o IBGE, o desemprego entre os jovens é de quase 29%. E não há perspectivas de uma rápida melhora. A nova geração encara desafios que a maiori...
Por que políticas de estímulo geram recessões
A falácia da vidraça quebrada, popularizada por Frédéric Bastiat, continua sendo a metáfora perfeita para mostrar as consequências daquilo que se vê ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions