A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


04/06/2014 08:45

Hábitos para uma Vida Financeira Feliz

Por Emanuel G. Steffen (*)

Pequenas atitudes e decisões podem mudar os resultados de sua vida financeira para melhor. A partir de experiências de muitas pessoas que alcançaram seus objetivos, conheça uma lista com alguns hábitos que as pessoas devem focar para garantir uma vida financeira feliz.

Hábito 1: Trabalhe muito: Se você não nasceu em uma família rica, não tem jeito: terá que trabalhar muito para realmente conseguir dinheiro. Aqui não tem milagre, se você não recebe dinheiro não tem nem o que guardar. Acredito muito no esforço e especialização. Se você se dedicar por 10 mil horas a alguma atividade, ficará muito bom nela e terá mais chances de ser bem remunerado. Lembre-se da clássica frase “No pain no gain”.

Hábito 2: Controle seus gastos: Além de muito importante para descobrir como estão suas finanças, o controle financeiro é uma ferramenta importantíssima para auxiliar inclusive na tomada de decisões e estabelecimento das suas prioridades financeiras. Muita gente detesta fazer e atualizar orçamento por achar o monitoramento do dinheiro uma tarefa inútil, complicada e tediosa. Não caia nesta armadilha, faça seu controle com frequência até que se torne um hábito.

Hábito 3: Reduza grandes gastos e elimine supérfluos que não te façam felizes: Faça uma auditoria nas suas contas mensais e fique atento a qualquer sinal de alerta. Se você identificar despesas desnecessárias e excesso de itens supérfluos, trate de eliminá-los do seu orçamento. Realize esse processo periodicamente, a fim de manter sua vida financeira na mais perfeita ordem. O importante é você sempre gastar com coisas que você realmente valoriza. Criando esse hábito, você vai tomar gosto por poupar dinheiro – isso, por si só, é um ganho enorme. Atenção para itens como aluguel, financiamento imobiliário, financiamento de veículo, empregada. Comprometer-se a longo prazo com valores muitos altos pode ser altamente tóxico para seu orçamento.

Hábito 4: Faça seu dinheiro render: Não basta economizar, é preciso saber investir! Essa é uma regra básica para quem deseja conquistar a tranquilidade, independência e crescimento financeiro. Nesse sentido, comece criando um fundo de reserva para emergências no valor de 3 a 6 meses de despesas, de preferência uma poupança, onde o dinheiro se multiplique sob o efeito dos juros compostos.

Com sua reserva pronta, você pode começar a procurar outras aplicações mais rentáveis para seu dinheiro. Nesse momento, é recomendado diversificar a carteira de investimentos, aumentando assim o seu patrimônio a médio e longo prazo.E aí, que tal adotar essas pequenas atitudes no seu cotidiano? Apesar de não causarem uma revolução drástica na sua rotina, elas podem transformar a sua vida financeira para sempre. Pense nisso! Até a próxima.

Fonte de informações: dinheirama.com
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel G. Steffen, criador do portal www.manualinvest.com

 

4 passos para sair do superendividamento
Toda semana recebemos mensagens de leitores realmente desesperados. Muitos destes que conversam conosco se encontram em uma situação grave de endivid...
Gere mais renda revendendo importados
Uma das formas mais seguras de gerar renda extra ou de iniciar um negócio de sucesso é através de produtos para revender. Isso porque independente do...
Conselhos aos jovens que estão desempregados
Segundo o IBGE, o desemprego entre os jovens é de quase 29%. E não há perspectivas de uma rápida melhora. A nova geração encara desafios que a maiori...
Por que políticas de estímulo geram recessões
A falácia da vidraça quebrada, popularizada por Frédéric Bastiat, continua sendo a metáfora perfeita para mostrar as consequências daquilo que se vê ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions