A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


23/03/2018 09:05

A esculhambação política também no STF

Manoel Afonso

SEM FRONTEIRAS Na falta de opções que encantem os indignados, o deputado Bolsonaro já transita bem nos bolsões antes impensáveis. O deputado Barbosinha (PSB) por exemplo - revela que seu filho de 18 anos, acadêmico de direito, não esconde o desejo (reinante em seu grupo de amigos) de eleger Bolsonaro ao Planalto. Aliás, um
amigo médico compartilha a ideia, a menos que surja outro nome excepcional para confrontar com a esquerda. E convenhamos: tá difícil.

OPINIÃO Sobre o cenário nacional, a fala de Barbosinha coincide com o que pensa seu colega de parlamento Lídio Lopes ( Podemos). Ambos acreditam que dificilmente a corrida ao Planalto deixará de influenciar na sucessão estadual. Entendem que teremos muitas novidades envolvendo políticos e partidos, funcionando como termômetro.

ALVARO DIAS Não pela idade (73), mas pela mesmice da fala dos moderados que não empolga. Seu currículo é bom, mas suas passagens pelo PMDB, MDB, PST, PSDB, PDT e PV mostram a priorização da própria sobrevivência política. Até aqui nenhum atitude pessoal a merecer destaque no cenário político nacional. Conquistará apoios e
inserções em outras classes sociais a melhorar suas chances? É bom esperar mais para
melhor apreciação.

MAIS UM Depois do deputado Paulo Siufi (MDB), foi a vez do ex-governador André (MDB) ser excluído das investigações da ‘Coffee Break’. O caso é ‘café pequeno’ para André também investigado na Justiça Federal em dois outros casos: pela Operação Lava Jato na construção do Aquário por suspeita de desvios de verbas federais e por suspeita de irregularidades na aplicação de dinheiro da União na construção de rodovias na região norte de MS. Aí sim a porca pode torcer o rabo!

VERGONHOSA O termo mais ameno para definir a imagem do STF. O país assistiu boquiaberto o bate boca entre os ministros Gilmar Mendes e Luis R. Barroso no melhor estilo de boteco nas tardes de sábado de feijoada. Péssimo exemplo da mais alta corte. Morosa, submissa e corporativista, em 4 anos não sentenciou um só réu da Lava Jato e
levou 30 anos para proclamar o Sport de Recife campeão de futebol do Brasileirão de
1987. Gilmar, como o diabo que distribui justiça, enquanto Deus apenas olha.

ESCÁRNIO A opinião pública comunga com o texto postado nas redes sociais pelo procurador federal Deltan Dallagnol onde questiona porque o Supremo não pressiona a presidente Carmem Lúcia para desengavetar a arguição de suspeição contra Gilmar Mendes nas ações sobre prisão na segunda instância. Enfim, ele acha que o STF
administra mal o seu gavetão de assuntos pendentes. Nós também!!!!!

AS OPINIÕES sobre a postura do STF para evitar a prisão de Lula são em sua maioria críticas. Alguns entendem que a corte inventou o ‘habeas corpus pré-datado’. Outros acham que simplesmente o STF vacilou e deu novo fôlego ao ex-presidente. Enfim, o que acontece na estratosfera da justiça brasileira não pertence a nós mortais. Vamos
esperar para ver o que tem dentro deste ovo de Páscoa só em 6 de Abril. Mas a data mais apropriada seria 1º de abril – Dia da Mentira.

FRANQUEZA O jurista Ives Gandra publicou em 2013 um texto questionando os direitos de quem não faz parte da minoria social favorecida com benefícios nos últimos anos. A síntese do texto: “ Não sou:- Nem negro, nem homossexual, nem índio, nem assaltante, nem guerrilheiro, nem invasor de terras. Como faço para viver no Brasil nos dias atuais? Na...verdade eu sou branco, honesto, professor, advogado, contribuinte, eleitor, étero...E tudo isso para quê?”

O TEXTO voltou a ser divulgado e comentado nas redes sociais por conta da situação daqueles cidadãos que não se enquadram nas chamadas minorias sociais. Muitos destes brasileiros – por incrível que pareça – se sentem discriminados em face as políticas implementadas nos últimos anos em favor destes grupos que se dizem vítimas de
preconceitos e das desigualdades. O respeitado Ives Gandra foi corajoso em suas manifestações que tem gerado comentários à favor e contra. Faz parte.

EM PAUTA Mais uma missão emblemática para o senador que vem elevando o conceito do Estado no Senado. Pedro Chaves ( PRTB) espera receber mil emendas ao novo Código Comercial e até 20 de junho apresentará o relatório. Até lá percorrerá o país ouvindo a sociedade, como nesta sexta feira (23) na Assembleia Legislativa por proposição do deputado Jr. Mochi (MDB). Chaves lembra que as relações comerciais mudaram desde 2002, quando entrou em vigor o Código Civil absorvendo a maior parte do texto do Codigo Comercial de 1850.

ALELUIA Finalmente o Hospital do Trauma ficará pronto. O custo da obra por volta de R$32 milhões. Se comparar o custo com os benefícios é barata, principalmente se você levar em conta o que se gasta ( R$180 milhões) com obras faraônicas como o Aquário do Pantanal por exemplo. Temos que tirar o chapéu para governantes e profissionais abnegados que estão oportunizando esse empreendimento de 100 leitos aqui na capital. Isso sim é prioridade.

É GUERRA! Que país é esse? De 2007 a 2016 foram 550 mil pessoas assassinadas - uma cidade média por ano - superando a população de Florianópolis ( 490 mil). De 2.000 a 2016 a matança cresceu 27,5%. Sergipe é o mais violento dos Estados: a cada 100 mil pessoas, 64,8% delas assassinadas. No MS são 24,9% de assassinatos para
cada grupo de 100 mil habitantes. Números que assustam e advertem sobre os perigos do dia a dia. Como dizia o poeta Vinicius de Moraes: “viver é um perigo”.

NA ESTRADA A pré candidata Rose Modesto ( PSDB) disse-me que vai focar na educação e na melhoria da assistência social em geral. O deputado Beto Pereira (PSDB) confessou-me que vai priorizar as reformas política e tributária. O deputado Fábio Trad quer dar sequência ao trabalho do mandato anterior para aproveitar seu inegável preparo jurídico. Todos eles jovens, entusiastas que estão pontuando bem nas pesquisas por aí. É a renovação com qualidade de que tanto precisamos na política.

‘SAARA’ O campo político de Dourados continua desértico, sem ‘nutrientes’ que permitam a proliferação de novos nomes engajados ou pelo menos identificados com a realidade sócio econômica. Não está fácil buscar nomes para o Senado ou para compor chapa majoritária. Já os políticos com mandato sonham mesmo é com a prefeitura
douradense. Mas no frigir dos ovos a região precisa e deve ser prestigiada na composição das candidaturas em marcha.

ARTICULADO Aos 49 anos de idade o ex-prefeito de Mundo Novo Humberto Amaducci está animado com sua pré candidatura ao Governo do Estado. Tentará reunificar o PT e nesta semana esteve em Corumbá. Lembra de sua experiência e inclusive de suas relações com o ex-presidente Lula que já esteve em sua cidade por 3
vezes. Também é o caso de observar se seu desempenho melhora nas pesquisas. Até aqui desanimador.

Horário eleitoral ou plantão policial?
POLÍTICA Ela sempre foi feita com meias verdades e mentiras inteiras. Mas com a tecnologia nas comunicações isso ficou latente. O papel do Facebook é...
Sem discurso, MDB esconde André
NA POLE A derrota nas eleições de 2014 não causou estragos no patrimônio eleitoral do ex-prefeito Nelson Trad (PTB). Pelas sondagens e pesquisas elei...
André: da prisão para a campanha?
RETROSPECTIVA No 2º turno do pleito de 2014 Reinaldo Azambuja (PSDB) obteve 741.516 votos – (55,34% ) para governador. Na capital obteve 289.862 voto...
Eleições: o melhor ou o mais ‘competente’ ?
LAMENTÁVEL Agosto é especial para os advogados pelo dia 11 - em homenagem também a criação em 1.827 dos primeiros cursos de Direito. Aqui no Estado, ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions