ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 30º

Momento Saúde Bucal

Fazer clareamento deixa os dentes mais fracos?

Por Marco Polo Siebra (*) | 21/11/2023 12:56

Olá, pessoal! Hoje, vamos desmistificar uma questão muito comum quando se trata de clareamento dental: fazer clareamento deixa os dentes mais fracos?

Essa é uma dúvida frequente entre as pessoas que procuram por um sorriso mais branco e brilhante, mas têm dúvidas sobre os riscos envolvidos. Vamos entender mais sobre esse assunto!

Primeiramente, é importante lembrar que o clareamento dental é um procedimento seguro e eficaz quando realizado de maneira correta e sob a supervisão de um dentista. O gel utilizado no clareamento é composto de peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida que em concentrações controladas, penetram nas camadas do esmalte dentário e dentina, e ajudam a remover as manchas e pigmentações superficiais e mais profundas.

Mas então, o clareamento deixa os dentes mais fracos? A resposta é: não necessariamente. O clareamento pode causar uma sensibilidade temporária nos dentes, especialmente nos primeiros dias após o procedimento. Isso ocorre porque o peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida podem atingir as fibras nervosas dos dentes que ficam na dentina. A dentina é a estrutura do dente que fica abaixo do esmalte. Porém, essa sensibilidade geralmente desaparece após alguns dias e não causa danos permanentes aos dentes.

Além disso, o clareamento dental não enfraquece o esmalte dentário. Na verdade, os estudos sugerem que o esmalte dentário pode se tornar mais mineralizado após o clareamento, tornando-o mais resistente às cáries e outros danos.

No entanto, quando o procedimento é feito de forma incorreta, pode haver alguns danos aos dentes. Por isso, é importante fazer o clareamento com um dentista especializado e experiente, que use produtos e técnicas comprovadamente seguros para o paciente.

Alguns mitos comuns sobre o clareamento dental

1) O clareamento dental pode danificar o nervo dos dentes: Isso não é verdade. O gel não tem efeito sobre o nervo dos dentes.

2) O clareamento dental causa câncer na boca: Não há evidências científicas que comprovem essa afirmação. O clareamento dental é um procedimento seguro e não leva ao câncer na boca.

3) O clareamento dental pode enfraquecer os dentes permanentemente: Isso não é verdade. O clareamento dental não enfraquece os dentes permanentemente.

Cuidados após o clareamento dental

Para manter o clareamento dental e a saúde dos dentes, é importante seguir alguns cuidados após o procedimento:

- Evite alimentos e bebidas que manchem os dentes, como café, chá, refrigerantes, vinho tinto e molhos escuros.

- Não fume ou use produtos com tabaco. O tabaco pode manchar os dentes e aumentar o risco de doenças bucais e até mesmo câncer oral.

- Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia e utilize o fio dental antes das escovações.

- Mantenha as visitas regulares ao dentista para avaliação e manutenção da saúde bucal.

Conclusão

Fazer clareamento dental não deixa os dentes mais fracos. Quando realizado por um dentista experiente e seguindo as recomendações de cuidados após o procedimento, o clareamento é um procedimento seguro e eficaz para deixar o sorriso mais branco e brilhante.

Lembre-se sempre de procurar um dentista especializado para realizar o clareamento dental e tirar todas as suas dúvidas sobre o procedimento. Um sorriso saudável e bonito é essencial para a autoestima e bem-estar das pessoas, e o clareamento pode ser uma ótima opção para alcançar esse objetivo!

Muito obrigado e até o próximo vídeo.

(*) Marco Polo Siebra é odontólogo há mais de 30 anos, Especialista em: Prótese Dentária; Odontogeriatria; Implantodontia. É Master Coach Pela FEBRACIS (Federação brasileira de Coaching Integral Sistêmico), Ministrante dos Cursos: Pode da Ação; Poder e Alta Performance; Jeito de Viver Família; Educar, Amar e Dar limites; Decifre e Influencie Pessoas; Coach de Carreira; Analista de Perfil Comportamental; Processo de Coaching Individual; Processo de Coaching em Grupo; Especialista em “Neurociência e Performance Humana” na Faculdade FEBRACIS; Presidente da Liga de Neurociência da Febracis Pós-graduações; Coordenador de um Grupo de Apoio para familiares e cuidadores de pessoas com Alzheimer. Hoje tem como principal missão e propósito de vida impactar e transformar pessoas de forma que concretizem seus sonhos e objetivos em todas as áreas da vida.

Nos siga no Google Notícias