ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 21º

Conteúdo Patrocinado

4 dicas simples de como iniciar uma boa conversa

Por Post Patrocinado | 15/09/2020 15:00
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Com o crescente uso de tecnologias, é possível conversar e conhecer novas pessoas de uma maneira cada vez mais fácil. Aliás, o uso das redes sociais possibilitou a aproximação de pessoas em todo o mundo, mas como iniciar uma conversa, seja virtualmente ou pessoalmente?

Com as dicas que vamos listar a seguir, você conseguirá puxar assunto com qualquer pessoa, não importa o lugar. Basta ser criativo e inteligente na hora de começar um novo diálogo.

Com essas dicas, você conquistará a atenção de qualquer pessoa, mas se não der certo na primeira tentativa, não desista. É com a prática que você irá aperfeiçoando os seus diálogos.

Crie diálogos simples
Não pense demais quando for iniciar uma conversa. Por mais que você tenha dificuldade de saber o que falar, tente iniciar criando diálogos simples para conversar com aquela pessoa que você ainda não conhece. Pergunte quais suas preferências e gostos pessoais, assim vocês podem encontrar assuntos em comum para dialogar.

Mesmo que não funcione as suas tentativas de conversar, pelo menos será um aprendizado. Conforme você for tentando conversar com outras pessoas, você vai entendendo quais assuntos abordar, quais temas as pessoas preferem conversar, e assim você praticando para ter um bom papo.

Tentar ser muito complexo logo de cara é algo que pode assustar a pessoa que está do outro lado. Por isso, tente evitar assuntos muito chatos e extensivos, seja interessante ao iniciar uma conversa.

Pergunte sua opinião sobre assuntos variados
Sabe aquele assunto recorrente que passa na televisão, ou que você vê as pessoas ao seu redor comentando sobre? Pergunte qual a opinião dela sobre isso. Explore os assuntos que você gosta de conversar e pergunte o que ela pensa sobre isso também. E não esqueça de fazer perguntas que sejam fáceis de responder.

Perguntas técnicas ou que exigirem um amplo conhecimento específico devem ser evitadas, a não ser que vocês sejam íntimos. Perguntas difíceis podem acabar afastando as pessoas. Sem falar que, no momento de descontração não é interessante abordar assuntos sérios e que levantam discussões intensas.

Não faça perguntas fechadas
Quando for fazer perguntas, para manter a interação, não pergunte coisas onde permita que a pessoa só responda “sim” ou “não”. Perguntas fechadas, que não permitem que tenha uma resposta mais ampla, limitam a conversa e diminuem as possibilidades de que a conversa possa fluir.

Por isso, quando for fazer perguntas específicas, aposte naquelas que dará margem para surgir novas perguntas ou outros assuntos relacionados. Como exemplo, quando for perguntar para uma pessoa que tipo de músicas ela escuta, não pergunte se ela gosta de um gênero específico, e sim de qual gênero ela prefere.

Outro exemplo é, quando for perguntar se a pessoa gosta de um determinado filme, pergunte-a quais os tipos e estilos de filme ela prefere. Assim você permite que a interação seja maior e que vocês possam ter mais assuntos.

Observe a sua postura
No decorrer da conversa observe com quem você está falando. Sua postura corporal dirá se a conversa está sendo interessante ou não. Com isso, conforme os assuntos forem abordados e qualquer coisa que seja dita, você saberá exatamente se aquilo a interessa ou não, se aquele assunto é agradável ou não deve ser abordado.

Vale lembrar que se a pessoa não está a fim de continuar a conversa, não seja desagradável e fique forçando que ela fale. É essencial respeitar o espaço da pessoa para manter uma relação saudável e deixá-la confortável quando estiverem conversando. Além disso, pessoas que aparentam ser possessivas dificilmente se dão bem num primeiro papo.

O diálogo deve ser construído pelas duas pessoas, por isso saiba escutá-la, saiba reconhecer seus sentimentos e suas necessidades conforme cada assunto ou discussão for abordado. Com o tempo e cada conversa que vocês tiverem, acabarão conhecendo cada vez mais um ao outro.

Ou seja, a conversa não pode virar um monólogo, onde apenas uma pessoa fala. Se isso acontecer, pode ser devido a dois motivos: ou você está falando demais e não dando oportunidades para a outra pessoa ou então ela não está nem aí para o papo. Dessa forma, quando a pessoa não está interessada costuma apenas ouvir e não faz questionamentos.

Autor: Matheus Bertoluci