ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 21º

Corredor Azul

Agenda 2030 para igualdade de gênero em áreas úmidas

Por Wetlands International Brasil | 03/07/2020 16:16
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Em 2015 foi acordado por chefes de Estado e Governos de diversos países do mundo 17 objetivos para alcançar o chamado desenvolvimento sustentável até o ano de 2030, assim foi criada a Agenda2030, fomentada por diversas agências do sistema das Nações Unidas (ONU).

Dentre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão: erradicação da pobreza, redução da desigualdade, ação contra mudança climática, vida aquática, vida terrestre, entre outros, dos quais um específico, o ODS 5, “para alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas” e poder enfrentar a violência e exploração sexual, desigualdade no acesso e à remuneração no mercado de trabalho, divisão desigual do cuidado não remunerado e do trabalho doméstico, e a discriminação no cargo público, que permanecem como enormes barreiras à igualdade de gênero.

Para que se possa atingir o desenvolvimento de forma igualitária, foi criado o programa Mulheres 2030 e, no ano de 2017, Campo Grande se fez presente nessa agenda com a “Oficina Nacional de ODS Sensíveis a Gênero”, facilitada pela Mupan-Mulheres em Ação no Pantanal, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

A oficina buscou alcançar lideranças e suas comunidades urbanas e rurais - indígenas, quilombolas, fronteiriças, litorânea, agricultura familiar, economia solidária, entre outras, para trazer essa agenda ao contexto local de nosso Estado.

Cinco organizações que participaram dessa oficina: Grupo de Educadores Ambientais sem Fronteiras (Geasf); Centro de Trabalhadores da Economia Solidária (CTES); Instituto de Apoio e Proteção a Pesquisa, Educação e Cultura (IAPECC); Associação Movimento Mãe Águia, de Mato Grosso do Sul; e Centro de Mulheres do Cabo (CMC), instituição sediada em Pernambuco.

Após os debates se encerrarem, os participantes se comprometeram a difundir o conhecimento sobre a importância da Agenda2030 a mais e mais pessoas, cada qual em sua própria realidade.

Nos últimos meses de 2019 e início de 2020 cerca de 370 pessoas, dessas 197 eram mulheres, participaram de novas capacitações promovidas pelas cinco organizações iniciais.

Nestes encontros elas debatiam suas realidades, a que suas antepassadas viveram, discutiam o papel da mulher em diversos contextos para planejar formas de implementar os ODSs em suas comunidades. Além de Campo Grande, pessoas de Aquidauana, Corumbá, Dourados, Nioaque, Bela Vista e outras cidades de MS estiveram presentes.

Assim, o conhecimento vai se multiplicando, para que chegue a um número maior de pessoas de localidades diferentes, tornando o mundo, aos poucos, um lugar melhor. Novos projetos, ações e atividades estão nascendo, a partir desse contato que tiveram com o programa Mulheres 2030.

Os objetivos da Agenda2030 só poderão ser atingidos em todo seu êxito quando as mulheres puderem ajudar a decidir na construção de um mundo igualitário, por isso é necessário que elas tenham o mesmo espaço que os homens nos mais variados contextos de nossa sociedade.