A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

15/02/2019 10:29

"Malandrão" chega com salgados que ninguém pediu e cobra por encomenda

Ação inusitada aconteceu em um salão de beleza e em uma empresa de informações e sistemas

Danielle Valentim

As ações de estelionatários não param em Campo Grande e o novo golpe envolve comida. Segundo testemunhas, um entregador bem vestido e convincente chega à empresa com uma encomenda de salgados dizendo que precisa receber pelo pedido. O problema é que apesar de gostar da ideia do “lanchinho”, ninguém solicitou o alimento.

Uma leitora, que preferiu não se identificar, conta que soube do fato em um salão de beleza. “Um rapaz muito simpático chega dizendo que o proprietário fez uma encomenda de salgado pra ele no mês passado, mas que só agora veio trazer, um mês depois. Ele é muito convincente que a gente acaba duvidando se realmente não fez o pedido”, conta.

Nesta quinta-feira (14), a testemunha conta que um entregador – não sabe dizer se é a mesma pessoa – apareceu na empresa onde trabalha, com a mesma história. No entanto, desta vez perguntou o nome do proprietário na entrada da empresa.

“Ele descobriu o nome do dono porque perguntou para uma pessoa na entrada da empresa e entrou no local, quando um funcionário estava saindo. Como eu sabia da história dispensei-o. Não sei se é um golpe do cara ou com que intuito ele está fazendo isso, mas pelo jeito está fazendo pela cidade”, disse.

Ainda conforme a mulher, o entregador realmente tem os salgados, o que causa estranheza é a forma como é feita a abordagem e a venda “forçada”.

Ao Campo Grande News, o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro, Antônio Ribas explicou que, antes de qualquer coisa, as testemunhas precisam procurar a delegacia de Polícia Civil para esclarecer o caso e, caso necessário, registrar um boletim de ocorrência.

Ribas pontua que neste caso, as vítimas não foram lesadas, mas que a ação pode se enquadrar em tentativa de estelionato, que tem pena de até 5 anos.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions