A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

25/01/2019 15:11

Antes da chuva, “redemoinho” deixa casa destelhada no Jardim Colibri

Segundo moradora, tempo estava aberto no momento do fenômeno; apenas uma residência foi afetada

Liniker Ribeiro
Casa destelhada após redemoinho no Jardim Colibri (Foto: Direto das Ruas)Casa destelhada após "redemoinho" no Jardim Colibri (Foto: Direto das Ruas)

Moradores do Jardim Colibri, em Campo Grande, foram surpreendidos por uma ventania que acabou destelhando parte de uma casa, no fim da manhã desta sexta-feira (25). Segundo a moradora, a visual merchandising Brunna do Nascimento Pavão, de 23 anos, tudo aconteceu por volta das 11h, quando um “redemoinho” se formou em cima de um único imóvel, na rua Jocla.

“Ficamos muito assustados porque nunca vimos isso. O vento se formou só na nossa casa, os vizinhos mesmo falaram que não sentiram ou perceberam vento nenhum, eles só escutaram o barulho na hora que as telhas começaram a voar”, conta a moradora.

Brunna estava na companhia da mãe e do irmão no momento do destelhamento. “Eu e minha mãe estávamos deitadas na sala, quando escutamos um barulho como se algo estivesse rolando no telhado. Olhamos para fora, o tempo nem estava feio, não tinha nuvem, nada, e o barulho do vento foi aumentando”, relata a moradora.

 

Pedaços quebrados da telha que caíram dentro da casa da família (Foto: Direto das Ruas)Pedaços quebrados da telha que caíram dentro da casa da família (Foto: Direto das Ruas)

Logo em seguida, quando saíram para conferir o que estava acontecendo, os moradores se depararam com as telhas “voando”. “Eu não entendo disso, mas acredito que o vento tenha entrado por debaixo da telha e levantado”, afirma Brunna.

Após o susto, familiares se solidarizaram e, até mesmo embaixo de chuva que caiu na região na tarde de hoje, trabalhavam para repor telhas quebradas.

Fenômeno – Para a meteorologia, a explicação do que aconteceu na residência do Jardim Colibri pode estar associada ao forte calor que tem feito em Campo Grande. “O solo libera o calor, antes mesmo de começar a chover, o que provoca ventania minutos antes”, revela o meteorologista Natálio Abrão, da Uniderp.

Mesmo sem um nome específico, o fenômeno registrado é semelhante ao que acontece em pistas de aeroportos, compara o meteorologista. “Em português significa ‘cortante vento’, quando ele tem uma direção definida e o fluxo de vento pode provocar destelhamentos, quedas de árvores e outras situações”, complementa.

Direto das Ruas – As informações e foto chegaram ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions