ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 

Direto das Ruas

Chamas se alastram em terreno baldio e fumaça toma conta da Ernesto Geisel

Sem causa definida, labaredas começaram no início da noite desta quarta-feira (19)

Por Gustavo Bonotto | 19/06/2024 22:28
Fumaça encobre a Rua do Himalaia, paralela a Avenida Ernesto Geisel, no Bairro Vila Marcos Roberto. (Foto: Direto das Ruas)
Fumaça encobre a Rua do Himalaia, paralela a Avenida Ernesto Geisel, no Bairro Vila Marcos Roberto. (Foto: Direto das Ruas)

Incêndio em vegetação causou a aparição de fumaça intensa no início da noite desta quarta-feira (19), em Campo Grande. As chamas começaram por volta das 20h. Conforme apurado, o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado para conter os focos situados na Rua do Himalaia, Bairro Vila Marcos Roberto, trecho próximo a Avenida Ernesto Geisel.

O registro foi feito pela professora Simone Santos, que mora ao lado do espaço. "Muita fumaça atrás de casa. E pior que está indo longe e quase que pega nas casas", explicou.

Ela relatou que o problema é recorrente e que há dificuldade em identificar os responsáveis pelos incêndios. "Não dá para saber quem passa para atear o fogo. Parece que moradores de rua são os responsáveis, tem muitos na região", comentou a moradora.

No entanto, não há informações do que pode ter causado o incêndio. A reportagem contatou o Corpo de Bombeiros Militar e foi informada de que não houve registro de feridos ou casas atingidas.

Os bombeiros informaram que os incêndios têm se tornado mais frequentes, principalmente devido às condições de tempo seco na região. O órgão recomenda cautela e cuidado redobrado, especialmente durante os períodos de clima seco.

Chamas eram vistas acima de muro da casa da professora. (Foto: Direto das Ruas)
Chamas eram vistas acima de muro da casa da professora. (Foto: Direto das Ruas)

Crime ambiental - Atear fogo em terrenos baldios, florestas ou áreas de mata é considerado crime ambiental e a multa pode chegar a R$ 9,6 mil. As denúncias de queimada podem ser feitas à Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) pelo número (67) 3325-2567, e Semadur (Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Gestão Urbana) pelo 156.

Caso o autor da queimada seja conhecido, a denúncia pode ser feita diretamente à PMA (Polícia Militar Ambiental) pelo (67) 3357-1501.

Direto das Ruas - A história chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões de notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp, pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora!

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias