ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 25º

Direto das Ruas

Depósito em Terenos tem de cachorro congelado a centenas de laptops velhos

Há diversos aparelhos eletrônicos, documentos, armários e até uma cadeira de dentista no local

Gabrielle Tavares | 16/09/2022 17:23

Depósito em Terenos, município localizado a 41 quilômetros da Capital, virou uma verdadeira bagunça. Além de centenas de papéis e um freezer com carcaças de cachorros, há cerca de 300 laptops antigos, adquiridos na gestão do então prefeito Beto Pereira (2004-2012), doados pelo governo Federal e que se deterioram com o tempo.

O depósito fica na antiga capela do cemitério municipal. Uma nova foi construída no local e a velha se tornou abrigo para os entulhos da prefeitura. Além dos aparelhos eletrônicos, há diversos documentos, armários e até uma cadeira de dentista. Também existe um freezer onde são armazenados os corpos dos cachorros que sofrem eutanásia, enquanto não são incinerados.

A vereadora Lucilha de Almeida (PP) fez vídeos ao checar como estava o armazenamento dos equipamentos de vacina dos animais e encontrou os laptops.

“Era um programa do governo, que era para as crianças ficarem com os equipamentos, e encontrei lá, todos jogados no chão. Todas elas assinaram um termo de responsabilidade na época de que ficariam com o computador, mas resolveram não dar para as crianças levar para casa para não estragar, e agora estão lá”, disse.

O prefeito do município Henrique Budke (PSDB) alegou que quando assumiu a gestão, em 2021, os aparelhos já estavam lá, mas ele não soube dizer qual era a condição dos equipamentos à época..

“Eles têm mais de 15 anos, agora vão para leilão, o que não tiver como ser reutilizado será descartado. Temos uma capela nova e ali não está mais sendo usado. Em relação aos cachorros, isso não é irregular. Terenos é um dos únicos municípios que faz a eutanásia corretamente. Eles ficam congelados até a empresa levar para incineração, não tem nada de errado. Daqui um tempo o freezer deve ser retirado dali e ir para a nova sede da secretaria de saúde”, apontou.

Ônibus - O prefeito também falou sobre outra denúncia enviada ao Campo Grande News pelo canal Direto das Ruas.

Na noite de ontem (15), o jornal já havia noticiado reclamação de mães sobre um ônibus escolar “caindo aos pedaços”, que é utilizado para transportar crianças do assentamento Santa Mônica, em Terenos. O atraso dos alunos já se tornou algo frequente e pais relatam que “quando o ônibus não quebra, falta freio ou óleo”.

A dona de casa Maria Aparecida, de 40 anos, conta que o veículo transporta alunos de duas escolas e que há cerca de três anos está em condições ruins. Dentro do veículo, não há cinto de segurança, os estofados dos bancos estão saindo e algumas janelas estão quebradas. A situação chega a oferecer riscos para os alunos, como aconteceu com um adolescente de 11 anos que cortou a perna há três meses e precisou receber quatro pontos.

“A nossa preocupação é com as crianças. Já reclamamos para a secretária de Educação, mas toda vez só prometem e não mudam nada”.

Sobre o ônibus, o prefeito disse que a empresa responsável pelo transporte já foi notificada.

(*) Matéria alterada para correção de informação.

Nos siga no Google Notícias