ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, DOMINGO  28    CAMPO GRANDE 32º

Direto das Ruas

Flagrante: com caminhão em movimento, coletores arrancam pedaço de lixeira

Câmera de uma clínica conseguiu filmar o momento em que o caminhão segue caminho enquanto coletor retira lixo e quebra lixeira

Por Izabela Sanchez | 02/08/2018 14:07
Momento em que coletor retira o lixo e arranca pedaço da lixeira (Reprodução)
Momento em que coletor retira o lixo e arranca pedaço da lixeira (Reprodução)

Durante a coleta de lixo da madrugada do dia 31 de julho, em Campo Grande, um coletor arranca parte da lixeira de uma residência ao realizar o serviço, com o caminhão em movimento. O flagrante aconteceu na Rua Coronel Manoel Cecílio, no Jardim São Bento.

No local, uma câmera de vídeo de uma clínica odontológica captou as imagens. O saco de lixo ficou preso na lixeira e o trabalhador emprega força para retirá-lo. Quem sofreu o prejuízo é o dentista Maurício Castello, 35, que percebeu a lixeira quebrada na quarta-feira (1) durante a noite.

“Eu achei estranho, porque achei que alguém tivesse batido com o carro, aí fui checar as câmeras, por volta das 4h30 ou 5h30, e aí vi que o caminhão passou e puxou, fiquei bem chateado na hora. Eu penso em reclamar, quando der tempo vou na Solurb sim”, comentou.

Conforme o dentista, o prejuízo é de R$ 40 para arrumar. “Na verdade estou arrumando, saiu um pedaço da lixeira. Ela já estava na casa, estou lá há um ano. Como está tendo obra no vizinho achei que pudesse ter sido da obra”.

Confira o vídeo:

Diretor-administrativo da Solurb CG, concessionária responsável pela coleta de resíduos, Bruno Veloso Vilela afirma que a conduta não está correta. Conforme explicou, os coletores e motoristas recebem orientação de só fazer a coleta com o veículo parado e, ainda, descer para evitar risco de acidente. Hoje a Solurb tem 1200 funcionários, 400 deles responsáveis pela coleta.

“Esse procedimento foi errado. Tem tem que detectar o funcionário que fez isso, porque ele vai ser penalizado, por meio de medida disciplinar, uma punição, advertência ou suspensão, depende da gravidade dos fatos. Se eu pegar ele fazendo mais uma vez pode ser demitido, pelo acúmulo do erro”, comentou.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário