A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

24/09/2019 16:32

Medicamento para puberdade precoce está em falta na Casa da Saúde

Leitora relata que não encontrou remédio em Campo Grande e precisou comprar parcelado em São Paulo

Aletheya Alves
Remédio é aplicado mensalmente para manter tratamento ativo. (Foto: Direto das Ruas)Remédio é aplicado mensalmente para manter tratamento ativo. (Foto: Direto das Ruas)

Há cerca de 1 mês falta remédio para tratamento de puberdade precoce na rede pública, a Leuprorrelina de 3,75 miligramas. O alto custo nas farmácias particulares preocupa leitora que tem filha de oito anos e precisa manter tratamento contínuo.

Menstruação antecipada e crescimento interrompido são alguns dos medos da mãe de 42 anos. O remédio custa cerca de R$ 700 fora de Mato Grosso do Sul e está indisponível na Casa da Saúde, em Campo Grande.

Ainda de acordo com a mãe, o tratamento irá durar mais três anos. “A médica disse que o caso dela é grave, não pode parar com o remédio. Tive que comprar parcelado em São Paulo, o tratamento está funcionando, mas só consigo manter assim com uso da injeção”, relatou.

Em nota, a assessoria da Secretaria de Estado de Saúde, responsável pela Casa da Saúde, informou que há processo de compra da medicação em andamento.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions