ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 24º

Direto das Ruas

No escuro, passageira denuncia falta de luz em transporte público

Vídeo gravado no fim da tarde de ontem mostra passageiros da linha 54 no escuro

Por Alana Portela | 12/03/2021 08:24



Através de vídeo, a auxiliar administrativa Cleia Mendes, 37 anos, denuncia falta de luz dentro de transporte público, em Campo Grande. As imagens foram feitas por ela na linha 54, após às 18h de ontem (11) e enviado ao Direto das Ruas do Campo Grande News.

“Falta de respeito com a gente, ficamos incomodados. O motorista desligou e ligou o ônibus três vezes para tentar ligar as luzes, mas nisso apagou até o letreiro que informa o número da linha”, relata a autora do vídeo.

Ela conta que a gravação foi realizada quando o ônibus passava pela Avenida Fernando Corrêa da Costa, onde a iluminação pública da via ajudou os passageiros enxergaram dentro do transporte. “Tava tudo escuro, as luzes dos postes auxiliaram”, explica.

Há um ano Cleia passou a pegar o ônibus que faz a linha Terminal Bandeiras/Shopping Campo Grande. Ontem, ela lembra que estava em frente ao Hemosul da Capital, quando sinalizou para o motorista parar no ponto e deixá-la subir.

“Quando entrei até brinquei com o motorista, falando se não tinham pagado a conta de luz do ônibus. Ele pedia desculpa para todos os passageiros por conta do transtorno”, conta.

Apesar das desculpas do motoristas, Cleia se revolta com a situação. “A gente fica chateada com essa falta de respeito. A passagem é um horror R$ 4,20, e o atendimento é péssimo”, completa.

Outro problema causado após o motorista desligar o ônibus na tentativa de ligar as luzes do transporte foi na campainha. “A gente puxava a corda e não apitava. Tivemos que ficar gritando para avisar quando queríamos descer”.

 A reportagem entrou em contato com o Consórcio Guaicurus, e através da assessoria de comunicação foi informada que não houve falta de respeito da empresa com os passageiros e explicou que a falta de luz ocorreu por conta da queima de um fuzil.

Segundo a assessoria, nesses casos, o motorista do transporte tinha duas soluções. "Ou para a viagem para resolver o problema na garagem, provocando mais transtornos ainda aos passageiros,  ou segue viagem. O motorista sabiamente optou pela segunda alternativa ativa, mesmo porque não houve prejuízo relevante e muito menos escuridão total no interior do veículo", afirma.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563. Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário