ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 22º

Direto das Ruas

Oficina abandonada na Vila Margarida vira “casa” para ratos e criadouro do Aedes

Conforme os relatos, o local está abandonado há pouco mais de um mês e desde então a vizinhança está sofrendo

Por Maressa Mendonça e Liniker Ribeiro | 30/03/2020 16:50
Carcaças de carro, pneus e lixo em oficina abandonada na Vila Margarida (Foto: Paulo Francis)
Carcaças de carro, pneus e lixo em oficina abandonada na Vila Margarida (Foto: Paulo Francis)


Uma casa abandonada no bairro Vila Margarida, em Campo Grande se transformou em abrigo para animais indesejáveis como ratos e mosquitos do tipo Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre do chikungunya. O problema é que eles não ficam só local onde há lixo, mas circulam também pela vizinhança que já não sabe o que fazer.

Da varanda da casa, localizada na Rua João Araújo França, é possível ver os sinais do abandono. Há carcaças de carro, um sofá velho, pneus e bancos de carro, caixas de som e muita sujeira. Os moradores contam que ali funcionava uma oficina mecânica.

Dona de casa Neusa Martins, de 75 anos (Foto: Paulo Francis)
Dona de casa Neusa Martins, de 75 anos (Foto: Paulo Francis)


A dona de casa Neusa Martins, de 75 anos, conta que o problema é antigo, mas piorou desde o fechamento da oficina. Segundo ela, quando chega à tarde ou início da noite os ratos começam a circular pela casa dela. “Toda hora passa um para lá em um para cá”, diz.

Neusa está mais preocupada que o “normal” esta semana em decorrência das chuvas que atingiram a cidade no fim de semana. Para ela, isso vai contribuir para o aparecimento de mosquitos transmissores da dengue. “O que tem de coisa lá no fundo não é brincadeira”, diz.

Mato alto e entulho em casa abandonada na Vila Margarida (Foto: Paulo Francis)
Mato alto e entulho em casa abandonada na Vila Margarida (Foto: Paulo Francis)


Quem também reclama da situação é o pedreiro Crispiniano Marques, de 51 anos, especialmente quando o assunto são os ratos. “Só não aparecem mais porque temos cachorro”, diz. A equipe do Campo Grande News chegou a encontrar um rato morto na calçada.

A reportagem enviou e-mail para a assessoria de imprensa da Prefeitura para saber se eles já receberam alguma denúncia sobre este caso e quais possíveis sanções para o proprietário, mas não obteve resposta até o fechamento da edição.

Lixo acumulado onde antes funcionava oficina (Foto: Paulo Francis)
Lixo acumulado onde antes funcionava oficina (Foto: Paulo Francis)


Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.