ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  06    CAMPO GRANDE 29º

Direto das Ruas

Pai se revolta com terreno baldio, após filha apresentar sintomas da dengue

Ele reclama de área próxima à casa onde vive, facilita propagação da doença

Por Guilherme Correia | 16/07/2020 12:26
Terreno baldio no Bairro Guanandi faz pai ter receio em relação à dengue (Foto: Direto das Ruas)
Terreno baldio no Bairro Guanandi faz pai ter receio em relação à dengue (Foto: Direto das Ruas)

Mesmo com a pandemia de coronavírus, a maior preocupação do mecânico Marcos Silva, de 38 anos, é com a dengue. Ele comenta que a filha está com sintomas da doença causada pelo aedes aegypti. Mas a principal reclamação é a suspeita que terreno baldio na Rua Tocantins, Bairro Guanandi possa proliferar a dengue.

"Estamos com medo de levá-la no hospital por causa dessa contaminação de muita gente por covid. Na nossa rua tem um vizinho com caso da doença [covid] já", diz.

Segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), Mato Grosso do Sul, estado com 2ª maior incidência em todo o Brasil, registrou 65.802 casos de dengue este ano, com 39 mortes. Desses, 10.884 são apenas na Capital, que teve 7 pessoas mortas pela doença.

Uma das formas com que a doença se propaga é por meio do acúmulo de água parada em recipientes. Lixo em terrenos baldio, sobretudo aqueles que não recebem manutenção adequada, podem fazer com que o mosquito se reproduza e transmita a doença.

"Atrás da minha casa, o mato está quase chegando aqui. Não conheço o dono do terreno e queria que dessem uma força aí", relata Marcos.