A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

18/05/2018 22:36

Promoção em posto tem fila e condutor que chegou 11 horas antes da abertura

Adriano Fernandes
Fila por rua próxima aos posto de gasolina. (Foto: Direto das Ruas) Fila por rua próxima aos posto de gasolina. (Foto: Direto das Ruas)

Com o preço anunciado da gasolina a R$ 2,50 o litro, neste sábado (18), condutores já fazem fila pelo Posto Faleiros da Avenida Duque de Caxias, no bairro Santo Antônio em Campo Grande. O cozinheiro Alex Oliveira, de 36 anos, por exemplo, chegou ao local às 20h – onze horas antes da abertura do posto -, e garantiu o terceiro lugar na fila que não para de aumentar. Mas o esforço vale a pena, segundo ele.

“Vale sim e ainda mais no meu Uno que é econômico”, comentou. O primeiro da fila, segundo Alex chegou pouco antes das 20h. Ele e a sobrinha que também está com outro veículo na fila, decidiram passar a noite no posto e foram preparados. “Trouxe café, quatro bananas e só faltou o cobertor de orelhas”, conta. Brincadeiras à parte, o condutor só se queixa da promoção não ser recorrente.

No Faleiros que é representante Ipiranga, serão distribuídas 200 senhas, a partir das 06h e o atendimento começa às 07h, deste sábado. Mas cada condutor vai poder abastecer apenas 20 litros de gasolina. O pagamento será feito somente em dinheiro.

“Podia ter mais desse tipo de promoção. Ao menos umas duas vezes no mês. Vai custar pouco mais de R$ 40,00. Se fosse no preço normal, podia chegar a custar até o dobro essa quantidade de combustível”, sugere.

Feirão

O Feirão do Imposto, movimento nacional com venda de produtos e serviços com valor real de mercado. O objetivo é mostrar aos contribuintes a carga tributária dos governos federal, estadual e municipal. Na capital sul-mato-grossense serão 5 mil litros de gasolina com dedução de impostos. A venda será de até 20 litros por carro e 8 litros por motocicleta.

Vai aumentar

Quem ainda não abasteceu e não quer esperar até sábado deve correr antes que o reajuste de 1,84% imposto pela Petrobras nas refinarias interfira no preço cobrado pelos postos. Os valores antigos serão mantidos enquanto durarem os estoques do produto mais em conta.

O Campo Grande News entrou em contato com vários estabelecimentos na cidade e constatou que alguns deles já elevaram as tabelas. É o caso do Posto Aliança, de bandeira Petrobras, localizado na Avenida Mato Grosso. Por lá a gasolina comum está saindo por R$ 4,299 independentemente se o cliente comprá-lo no crédito ou à vista. O Posto Itanhangá (Ipiranga), na Avenida Joaquim Murtinho, está cobrando R$ 4,15 pelo produto no cartão. Em dinheiro ou no débito, ele sai por R$ 3,86 já com o reajuste.

Já o posto da rede Kátia Locatelli da Avenida Costa e Silva e o Autoposto Piloto (Avenida Afonso Pena) ainda estão vendendo o combustível por R$ 3,99 no débito/à vista e por R$ 4,09 no crédito, sem o reajuste. No Posto Tereré, que fica perto do Shopping Campo Grande, o produto sai por R$ 4,09 em qualquer forma de pagamento e o Posto São Marcos, na Marechal Rondon, vende a gasolina a R$ 3,95 à vista/débito e por R$ 4,07 no crédito.

Direto das Ruas - A sugestão de reportagem chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions