A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/12/2014 10:05

Rodeada por terrenos baldios, moradora já encontrou até cobra em casa

Stephanie Romcy
Mato está tão alto que já ultrapassou o muro. (Foto: Direto das Ruas)Mato está tão alto que já ultrapassou o muro. (Foto: Direto das Ruas)

Há mais de um ano, uma moradora reclama dos problemas decorrentes de terrenos baldios ao redor da casa onde reside na rua Praia de Piatã, bairro Autonomista, em Campo Grande. Além do mato alto, animais peçonhentos como cobra e escorpião já foram encontrados na residência.

A professora Lurdes Coelho Minzon, 50, relata que ao lado e atrás de sua casa os terrenos estão abandonados e não são limpos há muito tempo. "Um deles sempre era limpo, mas depois que uma construtora comprou nunca mais, o mato já está encostando na cerca elétrica da minha casa", disse.

Em determinada ocasião, um jardineiro foi chamado para cortar uma árvore e no meio do trabalho se deparou com uma cobra jararaca. "Liguei para o CCZ e eles vieram recolher, inclusive constataram a calamidade do terreno, que disseram ser o lugar perfeito para mosquitos que transmitem dengue e leishmaniose", conta a professora que semana passada encontrou um escorpião.

Em nota, a assessoria de imprensa da prefeitura informou, por meio da Divisão de Áreas Verdes e Posturas Ambientais da Semadur, que o proprietário do terreno já foi notificado. Portanto, será encaminhado novamente um agente fiscal até o local e constada a irregularidade, serão tomadas as medidas cabíveis ao caso para aplicação da multa.

Ainda de acordo com a assessoria, a limpeza do terreno particular tem que ser feita pelo proprietário e se o morador quiser denunciar pode fazer o pedido pessoalmente na Centrão do Cidadão ou pelo telefone 156 da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e também pelos telefones 3314-3675 / 3676 da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação). Após feita a denuncia, o cidadão recebe um protocolo para "cobrar" os encaminhamentos. A Semadur faz a ação de fiscalizar a área e ver a situação. Após isso, de acordo com a Lei, notifica o proprietário. Depois da segunda fiscalização, é aplicado multa, caso não tenha feito a limpeza do local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions