ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 28º

Direto das Ruas

Sem luz desde sexta-feira, Edna tem dificuldades para cuidar de irmão acamado

Jair Eduardo Alves teve seis paradas cardíacas há seis anos atrás e ficou em estado vegetativo

Por Idaicy Solano | 17/10/2021 12:42

Sem luz desde as 15h da última sexta-feira (15), Edna de Jesus Alves, 51 anos, está enfrentando dificuldades para cuidar do irmão acamado, que depende do funcionamento da energia elétrica para utilizar um equipamento que impede o homem de sufocar.

Jair Eduardo Alves teve seis paradas cardíacas há seis anos atrás e ficou em estado vegetativo. Desde então, ele depende dos cuidados da irmã para sobreviver. Edna está desesperada, pois Jair precisa ser aspirado por meio um aparelho que só funciona com eletricidade, para evitar que ele se afogue com a própria saliva.

"A gente ta fazendo assim, pega uma seringa, e tenta puxar a saliva com a seringa para ele não morrer afogado. Mas está cada vez pior" relatou.

O caso de Edna é mais uma das consequências da tempestade que assolou a Capital, na sexta-feira (15), por volta das 14h.

Energisa - A moradora não estava cadastrada no sistema como cliente prioritária e, por isso, a demora no atendimento, segundo a empresa. Contudo, a energia foi normalizada às 21h40 desse domingo (17).

"Devido a complexidade do serviço foi preciso destinar três equipes para retirar a árvore sobre a rede elétrica e realizar os reparos nos cabos partidos. A consumidora está orientada para o cadastro de cliente sobrevida, ou seja, pessoa que necessita de algum equipamento vital para sobrevivência", informou a empresa em nota.

*** Matéria editada às 22h20 para acréscimo do posicionamento da Energisa.

Aparelho utilizado para fazer a aspiração em Jair. (Foto: Direto das Ruas)
Aparelho utilizado para fazer a aspiração em Jair. (Foto: Direto das Ruas)

Direto das Ruas - A denúncia chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário