ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Ainda falta energia em 16 bairros e para retorno, árvores precisam ser cortadas

Energisa informa que mantém esforços concentrados, mas que depende também dos bombeiros e Defesa Civil

Por Lucia Morel | 17/10/2021 11:19
Árvore caída em fiação na Vila Popular impede retorno da energia. (Foto: Direto das Ruas)
Árvore caída em fiação na Vila Popular impede retorno da energia. (Foto: Direto das Ruas)

Em Campo Grande, 16 bairros ainda precisam de restabelecimento da energia elétrica segundo a Energisa e são onde os esforços da concessionária se concentram. Conforme a empresa, nos casos em que há muita vegetação, há necessidade do trabalho anterior do Corpo de Bombeiros ou da Defesa Civil no corte e só então a luz pode ser restabelecida.

Em nota, a concessionária afirma que mais de 80% das ocorrências foram ocasionadas por queda de árvores e galhos, que romperam cabos e danificaram a rede elétrica.

“Nestes casos em que há volume expressivo de vegetação na via, que impeçam a atividade das equipes da concessionária, se faz necessária a atuação do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil no corte e retirada de galhos para que a recomposição do sistema elétrico seja concluída”.

No bairro Aero Rancho, a Energisa informou que instalará uma unidade móvel de Eficiência Energética devido à grande demanda e tamanho da população. A unidade vai auxiliar os clientes no registro de falta de energia, que é a principal solicitação por lá. O veículo ficará na Escola Estadual Padre Brandino das 8h30 às 17h.

Os bairros ainda sem energia são: Jardim Centro Oeste, Aero Rancho, Jardim Centenário, Nova Lima, Tiradentes, Parque dos Novos Estados, Coronel Antonino, Parque Residencial Rita Vieira, Alves Pereira, Vila Nova Campo Grande, Universitário, Jardim São Conrado, Mata do Segredo, Pioneiros, Vila Piratininga e Jardim Veraneio.

“A Energisa esclarece que as equipes trabalharam durante toda a madrugada para reduzir o número de solicitações na Capital, empenho que resultou na diminuição das ocorrências consideradas mais críticas nos bairros de Campo Grande”, sustenta a empresa, reforçando que “segue atendendo como prioridade hospitais, unidades de saúde e situações que coloquem a segurança da comunidade em risco”.

Também houve atendimento de inspeção remota na rede de distribuição dos locais onde acontecem as provas de admissão dos novos estudantes do Colégio Militar de Campo Grande, nesta manhã e à tarde, será para a realização do Exame de Ordem da OAB Nacional, na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), na Unigran, em Dourados e na Escola Estadual Maria Leite, em Corumbá.

SERVIÇO - Para evitar congestionamento no 0800 da empresa e ampliar a capacidade de atendimento, a concessionária abriu as agências em Campo Grande e Dourados. A Energisa orienta os consumidores a priorizarem o atendimento pelo WhatsApp (Gisa): (67) 9 9980-0698 e aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário