ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, TERÇA  31    CAMPO GRANDE 21º

Direto das ruas

Vídeo mostra família abrindo cova e distrito reclama de serviço em cemitério

Fato ocorreu em Piraputanga e, segundo associação da região, não há trabalhadores na manutenção do cemitério

Por Danielle Valentim | 14/06/2018 12:32
No vídeo que também circula nas redes sociais, é possível ver que a abertura rasa e a família, cansada após o velório, finalizando o buraco. (Foto: Reprodução)
No vídeo que também circula nas redes sociais, é possível ver que a abertura rasa e a família, cansada após o velório, finalizando o buraco. (Foto: Reprodução)

Um vídeo que circula na internet mostra uma família terminando a cova para um parente no distrito de Piraputanga. A situação ocorreu depois que o caixão não coube na abertura feita por funcionários da Prefeitura de Aquidauana, a 135 km de Campo Grande. Segundo a Associação de Moradores do Distrito, a região está sem funcionários para a manutenção do cemitério há alguns meses e, por conta disso, chegou a realizar 40 sepultamentos por conta própria.

A cerimônia ocorreu há oito dias, mas somente agora circula nas redes sociais. De acordo com o presidente da região, Humberto Cristaldo Filho, a vítima morava sozinha no distrito, pois os pais haviam falecido há alguns meses. Segundo ele, os familiares que participaram do velório são moradores de Aquidauana e Campo Grande e procuraram a presidência após a situação constrangedora.

“Primeiro morreram o pai e a mãe. Na época, três funcionários cuidavam dos sepultamentos e limpeza do cemitério. Agora estamos sem ninguém para o serviço. Um dia antes acionei a prefeitura para que mandasse trabalhadores para preparar a cova. Eles foram até a minha casa arrumei as ferramentas e logo eles foram embora, pensei que estava tudo certo, até a família vir reclamar da situação”, disse.

No vídeo é possível ver que a abertura rasa e a família, cansada após o velório, finalizando o buraco. O presidente da Associação ressalta que já realizou cerca de 40 sepultamentos por conta própria, por causa da falta de trabalhadores para o serviço.

“Estamos no quarto mandato e fizemos alguns sepultamentos por conta, mas é difícil. O cemitério está abandonado, não há manutenção, cavalos e demais bichos entram e pisoteiam o local. Está complicada a situação”, disse.

Segundo apurado pela reportagem, os três funcionários que faziam a manutenção no cemitério de Piraputanga eram contratados e o convênio, ainda, não foi renovado.

O Campo Grande News tentou contato com o prefeito Odilon Ribeiro e o Gerente de Obras Archibald Macintyre, o Mac, mas ambos não atenderam os telefones. De acordo com a assessoria de imprensa, tanto o chefe do Executivo e o secretário participam de agenda no distrito de Cipolândia.

Direto das Ruas – A informação chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Assista ao vídeo: