A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/02/2014 09:35

Acadêmicos da UFMS reivindicam pela internet redução do valor do almoço

Viviane Oliveira
A petição tem mais de 500 assinaturas. (Foto: reprodução/Internet)A petição tem mais de 500 assinaturas. (Foto: reprodução/Internet)

Abaixo-assinado criado por um acadêmico da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, pedindo a redução do almoço oferecido pela R.U (Restaurante Universitário), já tem 554 assinaturas. O documento quer que o valor baixe de R$ 2,50 para R$ 1,00.

Depois de alcançar mil assinaturas, o abaixo-assinado será encaminhado para a reitora Célia Maria da Silva Oliveira, de acordo com o responsável pela criação do site avaaz.org petições da comunidade, Matheus Brasil.

No site, o acadêmico chama a atenção dizendo que Campo Grande tem um dos R.Us mais caros do Brasil. Em seguida diz que, a petição é para reivindicar a redução do valor do almoço e disponibilizar jantar no restaurante.

O estudante de jornalismo Lauro Burke, 19 anos, almoça na universidade, pois muitas vezes não tem como ir para casa almoçar e muito menos jantar. Ele conta que a família é do Mato Grosso e no momento mora com mais dois acadêmicos em um bairro próximo a universidade.

acadêmico diz que assinou o abaixo assinado e torce para que a reitora atenda aos pedidos dos universitários. “Passo o dia inteiro aqui. Tem disciplina que é ministrada no período da tarde ou da noite”, reclama.

Lauro é estudante de jornalismo. Ele é um dos que participou do abaixo-assinado pela internet. (Foto: Simão Nogueira)Lauro é estudante de jornalismo. Ele é um dos que participou do abaixo-assinado pela internet. (Foto: Simão Nogueira)
Matheus Cabral também votou, mas acredita que a petição pela internet não vai ajudar em nada. (Foto: Simão Nogueira)Matheus Cabral também votou, mas acredita que a petição pela internet não vai ajudar em nada. (Foto: Simão Nogueira)

Compartilha da mesma opinião, o acadêmico de Arquitetura e Urbanismo Matheus Cabral, 23 anos, dizendo que a universidade não tem interesse em ajudar os alunos, muito menos em melhorar alguns pontos que deixa a desejar.

Na parte da noite, por exemplo, tem mais de cinco cursos, e a administração insiste em dizer que não tem demanda para ser aberto o RU noturno. “É triste dizer isso, mas acho que essa petição pela internet não vai adiantar nada, pode ter 15 mil assinaturas que nada vai ser feito”, lamenta.

O jovem critica a postura da administração em ter colocado grade no prédio da reitoria e diz que os acadêmicos não conseguem ter um diálogo com a reitoria. “Pior vai ser para os calouros que não são cadastrados ainda e vão ter que pagar R$ 6,60 até meados de março para almoçar no restaurante”, destaca. As aulas começam no dia 19 de fevereiro.

Pessimista com o abaixo-assinado pela internet, um dos coordenadores do DCE (Diretório Central dos Estudantes), Sérgio Montier Onça, 27 anos, acadêmicos de biologia, diz que para resolver a situação os alunos devem se unir e ir se mobilizando dia a dia para tentar resolver várias questões pendentes na universidade.



Quem dera se eu pagasse R$ 2,50 para almoçar.... Pior é pagar a Mensalidade e ainda R$ 3,00 de Estacionamento na UCDB!!! e não ganhar nem um cafezinho de brinde!!!
 
Michelle Moraes em 17/02/2014 13:45:21
Esses alunos estão "por fora", aqui não é o Ru mais caro do país e se baixar ainda mais quem é que vai pagar a conta, agora quanto ao "jantar" eu concordo.
 
Tonhão Cavalcante em 17/02/2014 08:41:03
É uma vergonha exigir refeição por R$ 1,00. A universidade deveria ser paga pelos ricos que estudam. Nós temos que sustentar esses filhinhos de papais ricos.
 
Salomão Auday - 89231201 em 16/02/2014 20:48:08
Mania de brasileiro em querer tudo de graça! Uma pergunta? Alguém trabalha de graça? Resposta: Não! Outra pergunta: Quem vai então pagar a conta desses almoços? Resposta: Os contribuintes que estudam nas universidades particulares! Me poupem, cada um que pague suas contas! Já não pagam mensalidades que ao menos banquem sua comida!
 
João Dias em 16/02/2014 20:40:16
Para rir ou chorar , o preço da refeição da UFMS , não paga nem o pessoal da cozinha , deve ser subsidiado, e mais uma vez alunos reivindicam o nada. quem já visitou a UF que tem cursos de engenharia elétrica e correlatos voltados a proteção ambiental de uma voltinha por lá ,lixo pra todo lado , sic deixado pelos usuários do local, fios improvisados como rede elétrica que passam por canos plásticos por fora dos blocos e ainda tem o lago amor que esta sucumbindo ,seguindo o exemplo do Taquari e se continuar será uma praia anexa ao exuberante bando de capivaras. A reivindicação por preços menores das refeições custaram mais caras aos contribuintes, pensem bem, e Célia continua mesmo sem saber se é ela que contratava profissionais no HU.
 
Roberto Wolf em 16/02/2014 16:26:44
Espera aí, moçada!! R$2,50 para um almoço de boa qualidade(já comi no RU) está bom ? Vamos reivindicar outras melhorias mais urgentes!!!
 
LUIZ CARLOS em 16/02/2014 10:39:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions