ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Agraer deve contratar 124 servidores até o fim do ano para suprir déficit

Contratação temporária buscará atender as demandas dos agricultores familiares, defende Comissão

Por Gustavo Bonotto | 15/05/2024 21:58
Reunião contou com a participação de representantes de entidades diversas ligadas à agricultura familiar e aos povos indígenas e quilombolas. (Foto: Wagner Guimarães)
Reunião contou com a participação de representantes de entidades diversas ligadas à agricultura familiar e aos povos indígenas e quilombolas. (Foto: Wagner Guimarães)

A Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) deve contratar 124 novos profissionais até o fim do ano. A informação foi confirmada durante sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (15), no Plenário da Assembleia Legislativa, em Campo Grande.

Conforme apurado pela pasta, cerca de 680 funcionários participavam da agência em 2000. O número atualmente chega a 432.

De acordo com o deputado estadual José Orcírio Miranda dos Santos, o "Zeca do PT", a contratação buscará reduzir o déficit de pessoal, e assim, atender as demandas dos agricultores familiares. “Vou fazer, até a próxima semana, um requerimento ao governo, perguntando como está o processo de contratação de servidores”, disse o parlamentar.

O assunto, segundo Zeca, já foi discutido em sessão da Comissão Permanente de Desenvolvimento Agrário, Assuntos Indígenas e Quilombolas da Alems em 2023. O diretor executivo do órgão, Marcos Roberto Carvalho de Melo, pontuou que a contratação temporária é de interesse da Agraer, e que o pedido deve ser efetivado até o fim do ano.

Ainda na reunião, Carvalho de Melo também informou que estão empenhados R$ 7 milhões para a safra 2024/2025 no âmbito do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas e Quilombolas de Mato Grosso do Sul. A próxima etapa é a realização de licitação para compra de equipamentos agrícolas, insumos e sementes de arroz, feijão, milho e hortaliças.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias